sábado, 12 de novembro de 2016

À ESPERA DE ROBINHO

Robinho e mais 10? Parece que é mais ou menos por aí que o Cruzeiro está sendo armado para pegar o Sport, dia 16, no Recife. O armador é peça fundamental no esquema de Mano Menezes e os próximos dias irão determinar se o time poderá ou não contar com o seu "camisa 10". Com uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda, Robinho vem fazendo trabalho intensivo para voltar à equipe. Ele não esteve presente na vitória por 4 a 2 sobre o Fluminense, no Mineirão. Quem tem retorno praticamente certo é Edimar. Ele entra na vaga de Bryan.
Em entrevista, Mano deixou claro que caso o Departamento Médico do clube libere, Robinho será aproveitado. Para o treinador, Robinho é peça fundamental no grupo celeste e tanto a escalação do time quanto o esquema a ser utilizado vai depender da condição do jogador. Sem poder contar com Alisson, suspenso, Mano traça aquilo que, na visão dele, vai fazer o Cruzeiro buscar os três pontos na capital pernambucana. Além de Robinho, Mano conta com problemas de lesão e convocação. Arrascaeta vai chegar em Recife poucas horas antes do jogo. "Ele deve chegar por volta de 16h, 16h30. Vamos avaliar seu aproveitamento no jogo, se desde o início ou entrando no decorrer do jogo. Já fizemos isso em outras ocasiões e dessa vez não será diferente", afirmou.
Mano tem várias possibilidades para escalar o time com ou sem Robinho. Pode optar pela volta de Ezequiel à lateral, colocando Romero no meio, ao lado de Henrique e Cabral, ou ainda manter Romero improvisado e escalar Alex ou Bruno Nazário no meio, com mais chances ao primeiro, por ter sido utilizado mais vezes, principalmente nos últimos jogos. Pode ainda optar por Ábila, deslocando Willian pelas extremas. Contudo, tudo vai depender do DM celeste.
Provável time: Rafael; Romero (Ezequiel), Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Cabral, Arrascaeta, Willian; (Ábila, Alex ou Bruno Nazário) e Rafael Sóbis.

6 comentários:

Cláudio Pereira Pereira disse...

Dois anos seguidos lutando para não cair e brincadeira, olho para um time igual chapecoense, ponte Preta com rendas muito inferiores a de Cruzeiro e fazendo um campeonato muito melhor e vergonhoso enquanto esse velho for presidente vamos brigar para não cair 2017 não espero nada ainda mais com Mano

Revétria disse...

Alex (Haja lentidão,a carroceria do cara deve pesar uma tonelada)não joga nada,pura enganação.Coloque o Ezequiel na lateral e volte o Romero pro meio, para amenizar a falta de raça do Henrique e Cabral. Caso contrário,entra com o Bruno Nazário,do início,tem muita mobilização.Li instantes atrás,que o CRUZEIRO mapeia laterais na América do Sul...Quem? Qual lateral que joga bola? Paredes?Na Argentina,não tem ninguém,lateral e zaga fraquíssimos. Restam os Brasileiros Alex Telles e Felipe Luis.Daniel Alves,fraquíssimo e em final de carreira. Deus nos acuda! Zagueiro... Tem um na base,que tem de subir logo,senão será vendido sem nunca jogar no profissional: Léo Bolgado!

Anônimo disse...

Tem que mudar a diretoria mas isso só em 2018,vamos pra mais um ano perdido.

Humberto disse...

O problema aí é o técnico.Ele é que sobe e desce jogador.Presidente tem culpa também mas é o técnico que tem de observar a categoria de base.Vamos ver se Mano pede bons laterais ano que vem.

Viana disse...

Revétria concordo com vc que Alex é lento, mas o outro Alex ídolo do cruzeiro também era. calma o garoto só tem 19 anos, ele é muito bom. No esporte tem uma coisa que se chama confiança o que ele ainda não tem , mas quando tiver vai arrebentar pode apostar.Concordo Humberto treinador é que tem que buscar os talentos na base , olha ai o Dorival no santos praticamente só tem moleque e tá lá em segundo colocado.Vamos ver para o ano que vem se pinta alguns talentos da base celeste e espero que myke, Dede , judivam volte a jogar bola.

CruzeiroSempre disse...

Eu investiria no Fagner, do Corinthians.