sexta-feira, 11 de novembro de 2016

HORA DO TROCO


Vingança não é uma palavra que tenha uma boa conotação. Contudo, podemos, sim, dizer que Sport e Cruzeiro, que duelam na próxima rodada, pela 35ª rodada, tem um pouco desse sabor. No primeiro turno, sucumbimos ao time pernambucano no Mineirão, perdendo por 2 a 1, em jogo péssimo. Aliás, jogar em casa nesse Brasileiro pouco tem a ver com a campanha do bicampeonato, quando éramos praticamente imbatíveis. Em casa, esse ano, não temos sido eficientes e vários foram os jogos que deixamos não só escapar pontos, como ainda levamos uma lavada. Cito aqui Botafogo, Atlético-PR e o próprio Sport, times que em nada são melhores que nós, mas dois deles disputam o G-6 e, o outro, nosso próximo adversário, está bem próximo de nós na classificação.

O próximo desafio, no entanto, é longe daqui. E fora de casa o Cruzeiro tem feito boas partidas. É um visitante indigesto e tem surpreendido várias equipes, arrancando resultados que ajudou a equipe a não estar na famosa "zona perigosa". Quem sabe o fator "fora de casa" seja preponderante na próxima rodada? Mano Menezes não terá alguns atletas, que, ou por suspensão, lesão ou convocação, não estarão na relação de atletas que viajam para Recife. Certeza é a ausência de Alisson, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Arrascaeta pode não chegar a tempo para o jogo. Ele está com a Seleção do Uruguai. Outros que estão de fora são Élber e Mayke, que deverão ser utilizados somente em 2017. Robinho e Edimar são dúvidas. 

Como a partida é somente dia 16, daqui cinco dias, há tempo para a recuperação destes últimos dois jogadores. Os treinos até a partida irão definir quem serão os titulares. Chance para a manutenção de Willian, que pode jogar centralizado ou ainda pelas pontas, com Ábila centralizado. No entanto, como Mano tem surpreendido nos últimos jogos, escalando um time que muita gente chegou a se assustar, a torcida deve aguardar para saber o que o comandante celeste tem em mente. Tomara que o plano dê certo, que consigamos os três pontos ou, ao menos, um, para que possamos voltar do Nordeste com pontuação acima daquela que hoje temos. Seria ótimo dar um "troco" no Sport. Além de devolver o revés do primeiro turno, distanciaria o Cruzeiro ainda mais daquela região que historicamente fica longe.

4 comentários:

CONTABILIDADE GERALDO RIBEIRO disse...

mano precisa exaurir o abila treinando a fazer pivo na bola rasteira, abila domina a area, mas fora tem que aprender a contribuir, e mano é o responsavel por isto

Viana disse...

Papagaio velho não aprende a falar não. Já tem uma noticia circulando que os chineses querem levar o Abila. com toda sinceridade é fazendor de gols e tudo mais vai com Deus. Abila é um autêntico centroavante o que não se encaixar no futebol moderno de hoje. Quem viu o jogo da seleção brasileira ontem viu o passe que o menino Jesus deu pro gol de Neymar. Coisa que abila não sabe fazer. Precisamos de algo melhor , talvez o arrascaeta mais adiantado com liberdade pra ir pra direita e esquerda com montilo no meio pode dar liga.

Daniel Carvalho disse...

Tem Gustavo vou,sabe se movimentar ,os melhores centroavantes que tem na Argentina sabe se movimentar toca a bola ,menos esse abila aí ,o homem ruim moço ,grosso dms só domina na canela o mano fez certo de tirar ele ,só sabe trombar com zagueiros e só nada mais

tadjo disse...

É bom que o Cruzeiro fique atento,pois o Sport vêm com gana.Venceu um grêmio,que claramente,ENTREGOU de bandeja o jogo,para ajudar na queda do rival.E aquela merda do Diego Souza adora aprontar para nós!Se jogarmos como foi contra o atlético-pr,tomaremos fumo,pois não jogamos nada.Até porque com essa zaga e esses laterais "primorosos"que temos,é um convite para Diego Souza e companheiros acharem com facilidade a vitória.Espero estar errado e o time possa conseguir algo positivo lá.