domingo, 21 de janeiro de 2018

EMPATE EM POÇOS

O Cruzeiro não repetiu a boa partida da estreia, empatou com a Caldense por 0 a 0 e chega a quatro pontos no Mineiro

O Cruzeiro não foi o mesmo da estreia. Nitidamente sem ritmo e com falta de entrosamento entre os jogadores, o Maior de Minas volta de Poços de Caldas com um empate contra a Caldense. O jogo ficou no 0 a 0, com poucas chances para cada lado.

No primeiro tempo, as chances apareceram mais. Manoel foi o que teve a melhor chance, mas o goleiro adversário salvou uma cabeçada queima-roupa. A Raposa também assustou com bola na trave, chutes de fora da área, mas não conseguiu vazar o goleiro Omar. 

Próximo jogo
O Cruzeiro volta a jogar contra o Uberlândia, na próxima quarta-feira, no Mineirão. Como aconteceu diante da Caldense, alguns jogadores deverão ficar de fora, na rotação que o técnico Mano Menezes tem proposto, a fim de dar ritmo de jogo ao maior número de atletas possível. Como é sabido, a meta do Cruzeiro é a Libertadores e alguns jogos tendem a não ter o final esperado. Diante da Caldense foi assim. Contudo, diante do Uberlândia, que vem de uma expressiva vitória fora de casa, a tendência é que o Cruzeiro volte a jogar bem e vencer. Vamos aguardar.

Por: João Vitor Viana

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

DEU NA TELINHA AINDA MAIS!


DEU NA TELINHA!


FALA AÍ, MANO!


MELHORES EM CAMPO?


"EU VOLTEI"


GOL DE LETRA

INÍCIO COM O PÉ DIREITO: VITÓRIA CELESTE DIANTE DO TUPI



O Cruzeiro iniciou a temporada com vitória. No Mineirão, diante de 42 mil pessoas, o Maior de Minas não teve problemas em despachar o Tupi. Tanto no primeiro tempo quanto no segundo, o Cruzeiro dominou a partida, criou, mas a falta de ritmo determinou o aproveitamento menor nas conclusões. Destaques para Rafinha e Robinho, que ditaram o ritmo do primeiro tempo e, assim como todo o time, caíram de produção na segunda etapa.

Muita movimentação e chances no primeiro tempo, mesmo com alguns titulares ainda de fora. Thiago Neves, por exemplo, começou no banco, assim como Bruno Silva. Estreias de Egídio e Fred de cara e de Bruno Silva no segundo tempo. Os que iniciaram fizeram boa apresentação, mas nitidamente precisam de sequência para engrenar. Ainda "duro", o Cruzeiro ainda assim dominou o rival, que em nenhum momento assustou Fábio. Já o goleiro Villar teve que trabalhar bem. A cabeçada e Egídio no primeiro tempo, à queima-roupa, foi a principal defesa do arqueiro. Na primeira etapa ainda um erro crasso da arbitragem, que anulou um gol legítimo de Arrascaeta.

No tempo complementar, Mano promoveu algumas alterações. Alguns atletas, que já eram destaques nos primeiros 45 minutos, acabaram deixando sua marca. Robinho, após pelo passe de Rafinha, pôs a Raposa na frente. Minutos depois, Henrique fez bela jogada e deu um passe açucarado para Rafinha que, de letra, ampliou. Fred ainda teve duas chances de ampliar, mas acabou desperdiçando.

Próximos desafios

O Cruzeiro pega a Caldense, sábado, em Patos de Minas, na sequência do Mineiro. A tendência é que o treinador celeste faça algumas alterações no time, mantendo a espinha dorsal. Marcelo Hermes e Edilson são candidatos à estreia. David e Mancuello ainda não. Os treinos da semana deverão definir aproveitamentos.

CRUZEIRO 2X0 TUPI

CRUZEIRO
Fábio; Lucas Romero, Leo, Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho (Bruno Silva, aos 24min do 2ºT) e Rafinha (Rafael Sobis, aos 31min do 2ºT); Arrascaeta (Thiago Neves, aos 27min do 2ºT) e Fred.
Técnico: Mano Menezes

TUPI
Vilar; Afonso, Sidimar, Wellington e Udson; Leo Costa, Francesco, Rodrigo Dias (João Vitor, aos 18min do 2ºT) e Paulinho Silva (Kalu, aos 31min do 2ºT); Patrick e Rodrigo (Tiaguinho, aos 27min do 2ºT)
Técnico: Alexandre Barroso

Gol: Robinho, aos 8min, Rafinha, aos 15min do 2ºT (CRU)
Cartões amarelos: Henrique, aos 9min, Murilo, aos 13min do 2ºT (CRU): Paulinho Silva, aos 41min do 1ºT. Sidimar, aos 44min do 2ºT (TUP)

Pagantes: 33.187
Presentes: 42.297
Renda: R$ 529.917,00
Motivo: primeira rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Mineirão
Data: quarta-feira, 17 de janeiro de 2018
Árbitro: Murilo Francisco Misson Júnior (CBF)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (CBF) e Pedro Araújo Dias Cotta (FMF)

Por: João Vitor Viana