sexta-feira, 10 de agosto de 2018

DE OLHO NO FLAMENGO... DE NOVO



Mesmo local, mesmos times, mas competições diferentes. Assim será um novo Flamengo x Cruzeiro, nesse fim de semana, no Maracanã. Após vitória celeste pela Libertadores, os clubes se pegam novamente, agora pelo Brasileiro. Certamente um novo jogo, nova história e times bem alterados.

Mano Menezes deixou claro que vai poupar diante do Flamengo, priorizando o jogo da volta na Copa do Brasil. Apesar de ter vencido o Santos por 1 a 0 na Vila Belmiro, Mano quer os jogadores "inteiros" para a "decisão". A classificação, além de colocar o Cruzeiro nas semifinais, põe R$ 6 milhões no caixa mineiro. O Brasileiro, assim, pode e deve esperar, sem mimimi de torcedor nas redes sociais.

O Flamengo, por sua vez, se vê em inferno astral. O técnico Barbieri passou a ser cobrado pelos péssimos resultados em sequência e pode também mudar seu time. Veremos o que vem pela frente. E apesar das mudanças, apesar de tudo, tende a ser um jogão. Afinal, são dois times de tradição. E que vença o Cruzeiro. 

Por: João Vitor Viana

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

VITÓRIA MAIÚSCULA



O Cruzeiro venceu com propriedade o Flamengo.

E ficou barato.

Jogou explorando as deficiências do rival e faltou um pouco mais de capricho para sair com um resultado maior.

Não seria exagero 4 ou 5 a 0.

Rafinha, Thiago Neves e Raniel tiveram oportunidades para marcar.

Ou pararam no goleiro ou na trave.

E vamos ser francos: a zaga do Cruzeiro e o goleiro Fábio estiveram muito bem.

O arqueiro de 37 anos foi gigante.

O zagueiro, de 1,92m, também.

Vantagem boa, que nos deixa próximo das quartas.

Mas nada que assegure.

Para passar, tem mais um jogo.

Mais 90 minutos.

E o Flamengo vai ter que sair para o jogo.

E nos contra-ataques... somos muito bons.

Por: Raposo Sensato


sábado, 4 de agosto de 2018

VITÓRIA CONTRA O SANTOS FOI BACANA. MAS...



Vencer o Santos foi ótimo.

Nos deixou em situação boa na Copa do Brasil.

Mas agora a chave virou e não podemos esquecer do Brasileiro.

A torcida, a cada derrota ou tropeço (empate), chia.

Chia até quando vence, em algumas vezes.

Bom, mas tem jogo nesse fim de semana.

Vitória, em Salvador.

O time lá não vem bem.

Aliás, o treinador péssimo (Mancini) caiu.

E diante dessa troca, temos que ter cautela.

Saber jogar, sermos inteligentes.

Será que Mano vai poupar um ou outro jogador visando o jogo de volta da Copa do Brasil?

Eu não pouparia.

Vencer o Santos foi bacana...

Mas... precisamos vencer no Brasileiro também.

Por: Raposo Sensato

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

VITÓRIA CELESTE NA ESTREIA DE CUCA

O Cruzeiro voltou a vencer após um longo e tenebroso inverno e, dessa vez, pela Copa do Brasil, competição que somos pentacampeões. Jogando de forma inteligente, o time de Mano Menezes soube jogar a partida. Vacilou, é verdade, em alguns momentos, precisando da intervenção segura de Fabio, como numa finalização de Gabigol, no segundo tempo. A partida, naquele momento, estava em 0-0. Cuca, que estreou à frente do alvinegro praiano, teve que por a viola no saco.

E sendo cirúrgico, o Cruzeiro aproveitou a única oportunidade real que teve. Em jogada de Robinho, Raniel girou chutando, no fundo da rede de Vanderlei, aos 36min do segundo tempo. O gol enervou a pequena torcida santista presente na Vila Belmiro. Aliás, vergonhoso um time estar nas quartas de final e com apenas 7 mil e poucos presentes.

O Santos sentiu o gol e meio que se desesperou após o revés. Numa tática louca, se abriu e até deu campo ao Cruzeiro. Experiente, o Cruzeiro não se abriu, buscando uma oportunidade como a que acabou resultando em gol. No entanto, acabou não existindo. De qualquer sorte, Mano Menezes volta a vibrar com uma derrota após uma série de jogos ruins. Vários comentaristas voltarão a insistir que Thiago Neves não jogou bem. Mas aqui a gente quer a vitória, independentemente de desempenho de fulano ou cicrano. E ficamos satisfeitos com a vitória da noite desta quarta.

Que o Cruzeiro confirme a classificação no Mineirão. Essa classificação, aliás, vale R$ 6 milhões, mesmo valor que o Cruzeiro embolsou ano passado, quando foi campeão do torneio. Aliás, pentacampeão.

Por: João Vitor Viana

quarta-feira, 25 de julho de 2018

QUEM JOGA? CRUZEIRO, DE OLHO NA SEQUÊNCIA QUE TERÁ, VAI ENTRAR MODIFICADO



Egídio e Henrique voltam.

Quem sai?

Ou melhor, quais saem?

Mano Menezes tem feito cálculos e, no dia que completa dois anos à frente do Cruzeiro, o técnico pretende celebrar mais uma vitória.

Mas quem joga?

A sequência será grande.

Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores pela frente.

Com um elenco grande, mas com "calcanhares de Aquiles" para resolver, não é conhecida a escalação que entra em campo, hoje, contra o Corinthians.

Sem Edilson, Romero deve sair do meio e ser deslocado para a lateral. Assim, Henrique voltaria a fazer dupla com Lucas Silva. 

Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta iniciam? Não se sabe.

Barcos deve ser mantido no ataque para ganhar ritmo.

Na zaga, Mano não deverá mexer nada a não ser a troca nas laterais.

Muitos jogos adiante.

Em média, um jogo a cada 3,5 dias.

Que o Cruzeiro vá tendo uma sequência grande pela frente.

Por: Raposo Sensato

terça-feira, 24 de julho de 2018

APÓS NOVA VITÓRIA, TENDÊNCIA A POUPAR

O Cruzeiro venceu mais uma, agora, de virada e subiu no Brasileiro, se aproximando dos primeiros. Contando com uma combinação de resultados, chegou ao terceiro lugar, sendo somente ultrapassado ontem, pelo Internacional, que bateu o combalido Ceará por 1 a 0. Assim, termina a 14ª rodada na quarta posição.

A imprensa estava caindo matando em cima do ataque do Cruzeiro. Em dois jogos, cinco gols. E agora? Calaram-se, assim como os modinhas de Facebook, que até pouco tempo pediam a cabeça do treinador e crucificavam Thiago Neves. 

Diante do calendário apertado, o treinador sinaliza mudanças para a partida contra o Corinthians. Vai com uma equipe alterada, poupando atletas para a Copa do Brasil. Afinal, Mano pensa que sendo o Brasileiro uma competição longa, qualquer tropeço é reversível. Já na Copa do Brasil, um tropeço e "bau-bau". Pode ser que poupe Thiago Neves ou até Arrascaeta. Barcos deve ser mantido, para ganhar mais ritmo. Rafinha, que entrou bem no último jogo, pode ganhar uma nova chance desde o início. Robinho, que foi um ponto de destaque diante do Atlético-PR também poderá ganhar um descanso.

Por: João Vitor Viana

FALA AÍ, ROMERO!