sexta-feira, 21 de setembro de 2018

BRASILEIRÃO: PLANO C

O Campeonato Brasileiro foi renegado à terceiro plano, pode-se assim dizer. Sendo uma de três competições sendo concomitantemente disputadas, o Cruzeiro tem que fazer escolhas. E como Mano Menezes é o gestor do planejamento, tudo já foi definido: enquanto o calendário for assim, prioridades serão tomadas. E para preservar os jogadores para quarta-feira, quando haverá o jogo da volta pela Copa do Brasil (O Cruzeiro venceu o Palmeiras fora de casa por 1-0), Mano vai por um time alternativo contra o Santos. E faz certo.
Talvez Mano mantemnha um ou outro titular, como o goleiro Fábio, por exemplo. Ainda assim está sendo pensado o aproveitamento de Rafael, que foi muito bem diante do rival, na rodada passada. O jogo, que vencendo ou perdendo não muda (ainda) muita coisa na vida do Cruzeiro no Brasileiro servirá basicamente para dar ritmo aos jogadores. E que a torcida não cobre um resultado nesse jogo, que mais terá cara de amistoso. O que importa, na semana, é o jogo de quarta. E o mesmo ocorrerá no jogo de volta diante do Boca Juniors. No outro fim de semana, outra vez o time alternativo vai a campo. Queremos virar o placar de 2-0 e somente jogando de forma perfeita, sem interferência da arbitragem, conseguiremos dar mais um passo na competição. 
E que o Cruzeiro, quarta, não ache que o jogo foi resolvido. O Palmeiras foi a Assunção e ganhou do Colo-Colo por 2-0. É um time perigoso! Temos também que saber jogar, criar chances, aproveitar e aumentar a vantagem. Teremos muitas decisões pela frente. Enquanto isso, o Brasileiro fica sendo um campeonato de migalhas, onde vamos conquistando um ponto aqui, ali, buscando tão somente chegar aos 45, 46. Ao menos por agora.

Por: João Vitor Viana

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

ARBITRAGEM DETERMINANTE

Quem diria! O juiz entrou no jogo, quis mostrar que o VAR existe e acabou com o Cruzeiro! Absurdo! Dizer que o Dedé agrediu o goleiro adversário e, ainda, manter um jogador sangrando em campo, foi determinante para o placar de 2-0 para o Boca Juniors, no La Bombonera, na noite desta quarta-feira.

Nunca antes o Cruzeiro tinha sido assaltado na Argentina. Foi a primeira vez. Dá até vontade de jogar tudo para o alto. Foi um verdadeiro absurdo. Expulsar Dedé por um lance de contato? Vá à merda, seu juiz! Despreparado! Se o trabalho dignifica a pessoa, o seu trabalho na noite deste dia 19 de setembro, foi o contrário! Nem furto foi. Foi roubo! Acintoso! E nas piores palavras do nosso dialeto mando esse árbitro para aquele lugar! 

Dois a zero é um placar complicado, ainda mais em se tratando de Cruzeiro x Boca. Uma vergonha.Apesar de não refletir o que foi o jogo, ainda expõe um total despreparo do trio de arbitragem. Que o Mineirão exploda dia 4 de outubro! Esse vagaundo tem que ver que o que ele pensou em fazer não foi determinante para a classificação do Boca. Temos time! Hora da torcida estar presente e fazer o Cruzeiro mostrar que a Bestia Negra acordou!

Por: João Vitor Viana

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

0-0 NO MINEIRÃO



100% focado na Llibertadores, o Cruzeiro foi a campo, diante de 21 mil pessoas, com um time completamente reserva. E num jogo de poucas oportunidades, quando elas apareceram, os goleiros foram melhor. Rafael, pelo lado celeste, fez duas importantes intervenções. Pelo lado de lá, Victor defendeu belo chute de Marcelo Hermes.
Mano Menezes tirou de campo até mesmo os reservas mais utilizados. De início, nem Rafinha. Com o passar do tempo, o treinador foi retirando alguns jogadores, como Raniel, que deve ser opção para o jogo diante do Boca Juniors, dia 19. Aliás, o time vai totalmente descansado para o La Bombonera. Que a gente faça um jogo inteligente.
Diante do rival, um jogo equilibrado, ainda que com reservas. Os dois lados tiveram chance de vencer. Mas o placar ficou 0-0. Um jogo que pouco importava para nós, ao menos por agora. O Brasileirão é plano C no momento, tanto em termos de importância quanto pela grana.
Por: João Vitor Viana

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

PENSAMENTO PEQUENO

De que adiantam os campeonatos, se dirigentes e, por vezes, jogadores, apequenam tanto o espetáculo? Assim tem sido a véspera de Cruzeiro x rival, principalmente com embates pela mídia. Aliás, a mídia gosta desse clima de rivalidade levado às últimas consequências. No entanto, sempre tira o dela da reta.

Em tempos de intolerância extrema, de extremismos imbecis, de necessidade de afirmações, de desrespeitos, tudo se envereda também no esporte, o que é uma lástima. O futebol, a coisa mais importante entre as menos importantes, acaba virando palco de selvageria, seja física, seja moral, seja mental, seja por palavras e provocações ou qualquer outro tipo de imbecilidade. A bola da vez fica por conta das provocações trocadas por direções através de entrevistas. Se por um lado um dirigente celeste afirma que o clube vai dar ao rival o mesmo tratamento que teve no Independência - diga-se de passagem, bem ruim -, de outro, um dirigente do rival fala que o Cruzeiro não tem "competência" para ditar regras, ainda que mandante. Afirmou, ainda, que o Cruzeiro estava fazendo de tudo para que os torcedores do time dele não fossem ao Mineirão, que o valor dos ingressos eram exacerbados, que o Cruzeiro estava adotando políticas que não pode, de forma arbitrária e, por fim, que o seu torcedor levaria, sim, bandeiras e outros adereços para o estádio.

Que pensamento pequeno! Talvez, por isso, desde que Ronaldinho Gaúcho descobriu o clube, há cinco anos, pouco aconteceu dali para frente para o lado de lá. Dirigentes do lado de lá são ultrapassados, pensam de forma horrível e não servem de exemplo. Ridícula essa troca de farpas dias antes de um jogo, que se sabe, terá pouco valor para o Cruzeiro. Tanto que deveremos ir de time alternativo, priorizando a partida contra o Boca Juniors, na Argentina. Sinceramente, quem pensa pequeno, dirigente de time pequeno é.

Por: João Vitor Viana

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

VITÓRIA E MUITO MIMIMI



O Palmeiras até que tentou vencer o jogo. Mas além de perder, exagerou no teatro, na reclamação, na chatice, no mimimi nojento. Time grande ganha no futebol! Tentou ganhar no grito e, até certo ponto, estava comandando a arbitragem, que não usou dos mesmos critérios para apitar para cada lado. Se reclamação fosse caso de expulsão, Dudu, Willian, Bruno Henrique e Weverton deveriam ter saído do jogo. Mas quem saiu foi Edilson, em um lance que falou um pouco mais alto. A expulsão mudou o jogo e o Cruzeiro, que antes jogava no contra-ataque, apenas se defendeu. E Fábio foi monstro de novo.

O goleiro celeste fez três grandes defesas, além de ver a bola bater no travessão por duas vezes. A primeira grande defesa, aliás, resultou no contra-ataque que abriu o placar da partida e acabou definindo o resultado. Barcos recebeu belo passe de Robinho e tocou na saída de Weverton. No intervalo o camisa 1 do Palmeiras falou que o time voltaria para empatar e virar. Bom, está aí, senhor "fala muito". Podia ter ao menos feito como Felipão, que aplaudiu o gol celeste, que realmente foi bonito.

No segundo tempo, Felipão pôs o time para frente. O Cruzeiro, que já tinha efetuado uma substituição por lesão - perdeu Arrascaeta, entrando Rafinha -, acabou tendo que fazer outra: Robinho sentiu o músculo adutor e foi substituído por Bruno Silva. Robinho estava sendo um dos grandes nomes em campo e a saída dele fez o time perder toque de bola e contra-ataque. Mais à frente, Mano pôs Raniel em lugar de Barcos. Pouco alterou o jogo, uma vez que o Palmeiras jogou quase de forma "kamikaze". Todo ataque, o Cruzeiro foi todo defesa. E Fábio voltou a salvar. Outras duas defesas fantásticas, uma delas evitando gol contra de Egídio, já perto dos 45min do segundo tempo. 

Deu Cruzeiro! Vantagem adquirida com muito mimimi, principalmente pelo fato de o Palmeiras ter feito um gol no último lance (52min). O gol, muito irregular, pois foi falta em Fábio, foi corretamente apitado pelo árbitro que, se por um lado quis aparecer, mas por outro acabou não interferindo no placar. 

Por: João Vitor Viana

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

100 VEZES TN30 E REFORÇOS DE VOLTA



Thiago Neves completará, diante do Palmeiras, 100 jogos com a camisa do Cruzeiro. TN30 foi um jogador importante no ano passado, tem sido regular esse ano, mas nos jogos grandes tende a aparecer. E quarta-feira, quando atingirá a marca dos 100 jogos, será um desses grandes jogos.

Thiago Neves, aliás, terá o retorno de um importante jogador: Arrascaeta, que se lesionou recentemente, teve recuperação recorde e vai para o jogo. Mano, no entanto, vai decidir se o uruguaio começa a partida ou entra durante o jogo. Romero também estará à disposição.

Fred
O atacante Fred, que se machucou ainda no início do ano, pelo Campeonato Mineiro, foi liberado para a preparação física. O jogador deverá ficar à disposição de Mano Menezes no final desse mês.

Por: João Vitor Viana

sábado, 8 de setembro de 2018

DUPLO AZAR



Mais um ponto. Mas empate com sabor de derrota. Na Ilha do Retiro, nesse sábado, um 0 a 0 diante do Sport em jogo que o Cruzeiro dominou. Foi melhor no primeiro tempo, teve um gol mal anulado e, no final da segunda etapa, ainda teve um pênalti em seu favor. Contudo, Raniel acabou desperdiçando, com Magrão defendendo no canto direito. Bem na defesa, Fábio pouco sofreu.
O volume de jogo foi maior para o Maior de Minas. Mano Menezes optou por preservar alguns atletas devido ao jogo diante do Palmeiras no meio da semana mas foi um fator que acabou não interferindo tanto. Por óbvio que isso diminuiu a qualidade da equipe, mas as chances apareceram. Barcos, no primeiro tempo, marcou um gol legítimo, mal anulado pela arbitragem, e Raniel, de pênalti, desperdiçou outra chance. O Cruzeiro teve a oportunidade de sair vencedor, mas acabou pecando no momento final. Chegamos aos 33 pontos numa competição que vai ficando, cada vez mais, em terceiro plano.
Agora é hora de focar no Palmeiras. 
Por: João Vitor Viana

terça-feira, 4 de setembro de 2018

ATÉ QUANDO?



No final, o resultado é o que fica. Um título, no entanto, pode ser perdido por causa de caprichos de um determinado "homem de preto". Aliás, tal personagem tem aparecido, e muito, nos jogos do Maior de Minas. Mais uma vez, a arbitragem foi determinante e o Cruzeiro acabou não vencendo o Internacional. Empate por 0 a 0 e gol mal anulado. O árbitro, que nego dizer o nome, acusou falta de Bruno Silva no lance que terminou em gol de Raniel.
A pergunta que fica: será que o fato de o Cruzeiro estar bem em duas outras competições afeta a arbitragem no Brasileirão? Não foi a primeira vez que interferiram de maneira grosseira no resultado. E assim o Cruzeiro, que poderia se aproximar do G-6, acaba ficando para trás. E com o tempo, acabará "abandonando" o torneio em prol da Copa do Brasil ou Libertadores. Tudo bem que o time tem pecado, e muito, nas finalizações. Haja vista que tem um ataque que pouco faz gol, um dos piores do torneio. No entanto, isso não credencia a arbitragem de vir a BH e nos garfar ou fazer o mesmo em outras bandas. É um verdadeiro descaramento.
Antes de um jogo decisivo (dia 12 de setembro), teremos dois compromissos: Botafogo e Sport, ambos fora de casa. Diante dos pernambucanos, possivelmente iremos poupar atletas, o que não deverá ocorrer nesta quarta-feira. Aliás, de nada adiantou o planejamento celeste: Arrascaeta acusou lesão de grau um e pode desfalcar o time em jogos importantes. Uma lástima ver um jogador tão importante sendo convocados para amistosos "caça-níquel".
Como se não bastasse termos problemas ofensivos e ter que vencer a arbitragem, agora temos que lidar com lesão. Mas Cruzeiro é Cruzeiro. Vamos juntos!
Por: João Vitor Viana

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

TORCIDA REGIDA PELOS ATLETAS


AGORA, O INTER

O Cruzeiro fechou agosto com resultados muito bons. Pode ser que uma ou outra derrota tenha ocorrido, como diante do Santos e também contra o Flamengo. No entanto, no fim, classificamos. Então o resultado foi mais que positivo. Além de cerca de R$ 10 milhões pelas classificações no bolso do clube, o Cruzeiro segue vivo em três competições.
Obviamente no Brasileiro a situação pelo título está muito complicada. Digamos que é o "Plano C" para o restante da temporada. Mas nada que mereça ser desprezado. Afinal, é um "senhor campeonato". Mas não há como priorizar tudo. Na "pausa" da Libertadores - conheceremos hoje o adversário das quartas de final - a Raposa se prepara para pegar o Internacional, time que está muito bem posicionado na competição e brigando ponto a ponto na liderança. Adversário forte e que o Cruzeiro terá que se impor para vencer.
Um jogo complicado. Mano, até ontem, respirava Flamengo. A partir de hoje, começa a trabalhar quem entra em campo contra o Internacional. Dois ou três jogadores deverão ser retirados do time, a fim de preservá-los e também visando uma maratona de nove jogos no mês de setembro. Haja coração, preparo físico e elenco forte! 
Diferente de outras vezes, Mano não precisará poupar todo o plantel, mesmo com jogo no meio da semana que vem, contra o Botafogo, no Rio, também pelo Brasileiro. Diante dos cariocas, a mesma tática deverá ser usada, poupando-se dois a três atletas, "rodando" o elenco. Contra o Inter, quase uma certeza: depois de um jogo pífio diante do Flamengo, Barcos tende a ir para o banco.
Por: João Vitor Viana

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

CLASSIFICADO!



No segundo tempo do confronto entre Cruzeiro e Flamengo, vitória dos cariocas. 1 a 0, pouco para o que eles pretendiam no Mineirão e o que acabou classificando o Cruzeiro às quartas de final. No primeiro tempo, nenhum susto para o Cruzeiro, a não ser o gol de Hernan Barcos. Que fol foi aquele, rapaz?
No segundo tempo, como era previsível, o Flamengo teve que sair para o jogo. Thiago Neves teve a chance de marcar também, mas parou em Diego. Leo Duarte abriu o placar logo depois e, daí por diante, um "Deus nos acuda". Com espaço, o Cruzeiro teve chances de "matar" o jogo e isso acabou não ocorrendo. Arrascaeta teve chance, Thiago Neves igualmente, mas nada disso. O Cruzeiro acabou assumindo o risco de levar um segundo gol o que, graças a Deus, não ocorreu. Faltou intensidade, abusou do preciosismo, mas felizmente segue adiante. Mais R$ 4 milhões na conta e vamos aguardar o que virá pela frente, possivelmente o Boca.
Estamos classificados, apesar da falta de brilhantismo do Cruzeiro. O que vale é a classificação. Um certo jornalista aí diz que prefere perder jogando bem a ganhar jogando mal. Talvez, por isso, o time dele só sinta o "cheirinho".
Islândia
Após o jogo, Thiago Neves e os demais jogadores comemoraram a classificação como os islandeses. Show da torcida celeste, que apoiou do início ao fim e ainda fez uma bela homenagem ao final do jogo. 
Por: João Vitor Viana

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

DIGA AO POVO QUE FICO!


Em uma frase que ficou para a história, Dom Pedro I afirmou: "Diga ao povo que fico!". E ficou no Brasil, não retornando a Portugal, como o protocolo daquela época exigia. E nessa comparação, ainda que exdrúxula, Mano falou a mesma coisa à Seleção Paraguaia, que o procurou para realizar um projeto por lá. Focado no Cruzeiro e com a palavra dada, Mano agradeceu, mas afirmou que fica. E a torcida celeste agradece.
Não, senhores "haters", não estou escrevendo errado. A torcida não tem motivos para querer a saída de seu treinador. No Brasileiro, obviamente, não estamos nas melhores posições. Mas não temos um elenco de robôs, que conseguem jogo após jogo, manter o alto nível. Estamos bem no mata-mata e assim esperamos que continue. Precisamos, sim, melhorar no Brasileirão. Vencer algumas fora, em casa, ajudaria a subir na tabela. Mas nosso técnico está fazendo um ótimo trabalho desde que retornou. Com Mano, o Cruzeiro venceu dois títulos, está bem na Copa do Brasil e Libertadores e a torcida deve ir junto com o time nessas decisões.
Aliás, torcedor que certamente vai me criticar aqui ou nas redes sociais, mando um recado: torcida é aquela que está ao lado do time, cobrando sempre o melhor resultado, vibrando com as vitórias, presentes nos bons e maus momentos. O momento do Cruzeiro está longe de ser ruim e tem muita gente espumando a boca atrás de um notebook, atrás de um celular, atrás de um desktop escrevendo um monte de asneira, cobrando um "time perfeito". Somos um time de resultados e esperamos levantar mais canecos esse ano.
A torcida, por sinal, também parece esperar. Não é a toa que já esgotou todos os ingressos para a partida contra o Flamengo, dia 29 de agosto. Vencemos fora por 2 a 0 e precisamos fazer um novo bom jogo para passarmos adiante. E vamos juntos! Obrigado, Mano, por ficar. Será nosso comandante nessa e em todas as partidas desse seu contrato. Obrigado por sequer ouvir a proposta paraguaia. Que eles procurem um técnico em outra freguesia.
Por: João Vitor Viana

ARRASCA NELES!


O meia-atacante De Arrascaeta tem jogado muito no Cruzeiro em 2018. Aliás, voltou da Copa do Mundo, onde foi subvalorizado muito bem. Quando entra, faz a diferença e isso é um enorme reforço para o Cruzeiro. Se continuar assim, 2019 não será em BH, tampouco no Brasil. Mas enquanto isso não rola, que a gente aproveite essa fase boa.
Em 2018, o cara está simplemente voando. Já fez 11 gols, deu passe para vários gols e vem sendo protagonista, diferentemente dos anos anteriores quando era mais um em meio a outros atletas. Agora, passa a ser referência.
Em 2018, Arrasca bateu o recorde de gols de um estrangeiro pelo Cruzeiro. Marcelo Moreno, que hoje atua na China, acabou sendo superado.
Por: João Vitor Viana

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

DE OLHO NO FLAMENGO... DE NOVO



Mesmo local, mesmos times, mas competições diferentes. Assim será um novo Flamengo x Cruzeiro, nesse fim de semana, no Maracanã. Após vitória celeste pela Libertadores, os clubes se pegam novamente, agora pelo Brasileiro. Certamente um novo jogo, nova história e times bem alterados.

Mano Menezes deixou claro que vai poupar diante do Flamengo, priorizando o jogo da volta na Copa do Brasil. Apesar de ter vencido o Santos por 1 a 0 na Vila Belmiro, Mano quer os jogadores "inteiros" para a "decisão". A classificação, além de colocar o Cruzeiro nas semifinais, põe R$ 6 milhões no caixa mineiro. O Brasileiro, assim, pode e deve esperar, sem mimimi de torcedor nas redes sociais.

O Flamengo, por sua vez, se vê em inferno astral. O técnico Barbieri passou a ser cobrado pelos péssimos resultados em sequência e pode também mudar seu time. Veremos o que vem pela frente. E apesar das mudanças, apesar de tudo, tende a ser um jogão. Afinal, são dois times de tradição. E que vença o Cruzeiro. 

Por: João Vitor Viana

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

VITÓRIA MAIÚSCULA



O Cruzeiro venceu com propriedade o Flamengo.

E ficou barato.

Jogou explorando as deficiências do rival e faltou um pouco mais de capricho para sair com um resultado maior.

Não seria exagero 4 ou 5 a 0.

Rafinha, Thiago Neves e Raniel tiveram oportunidades para marcar.

Ou pararam no goleiro ou na trave.

E vamos ser francos: a zaga do Cruzeiro e o goleiro Fábio estiveram muito bem.

O arqueiro de 37 anos foi gigante.

O zagueiro, de 1,92m, também.

Vantagem boa, que nos deixa próximo das quartas.

Mas nada que assegure.

Para passar, tem mais um jogo.

Mais 90 minutos.

E o Flamengo vai ter que sair para o jogo.

E nos contra-ataques... somos muito bons.

Por: Raposo Sensato


sábado, 4 de agosto de 2018

VITÓRIA CONTRA O SANTOS FOI BACANA. MAS...



Vencer o Santos foi ótimo.

Nos deixou em situação boa na Copa do Brasil.

Mas agora a chave virou e não podemos esquecer do Brasileiro.

A torcida, a cada derrota ou tropeço (empate), chia.

Chia até quando vence, em algumas vezes.

Bom, mas tem jogo nesse fim de semana.

Vitória, em Salvador.

O time lá não vem bem.

Aliás, o treinador péssimo (Mancini) caiu.

E diante dessa troca, temos que ter cautela.

Saber jogar, sermos inteligentes.

Será que Mano vai poupar um ou outro jogador visando o jogo de volta da Copa do Brasil?

Eu não pouparia.

Vencer o Santos foi bacana...

Mas... precisamos vencer no Brasileiro também.

Por: Raposo Sensato

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

VITÓRIA CELESTE NA ESTREIA DE CUCA

O Cruzeiro voltou a vencer após um longo e tenebroso inverno e, dessa vez, pela Copa do Brasil, competição que somos pentacampeões. Jogando de forma inteligente, o time de Mano Menezes soube jogar a partida. Vacilou, é verdade, em alguns momentos, precisando da intervenção segura de Fabio, como numa finalização de Gabigol, no segundo tempo. A partida, naquele momento, estava em 0-0. Cuca, que estreou à frente do alvinegro praiano, teve que por a viola no saco.

E sendo cirúrgico, o Cruzeiro aproveitou a única oportunidade real que teve. Em jogada de Robinho, Raniel girou chutando, no fundo da rede de Vanderlei, aos 36min do segundo tempo. O gol enervou a pequena torcida santista presente na Vila Belmiro. Aliás, vergonhoso um time estar nas quartas de final e com apenas 7 mil e poucos presentes.

O Santos sentiu o gol e meio que se desesperou após o revés. Numa tática louca, se abriu e até deu campo ao Cruzeiro. Experiente, o Cruzeiro não se abriu, buscando uma oportunidade como a que acabou resultando em gol. No entanto, acabou não existindo. De qualquer sorte, Mano Menezes volta a vibrar com uma derrota após uma série de jogos ruins. Vários comentaristas voltarão a insistir que Thiago Neves não jogou bem. Mas aqui a gente quer a vitória, independentemente de desempenho de fulano ou cicrano. E ficamos satisfeitos com a vitória da noite desta quarta.

Que o Cruzeiro confirme a classificação no Mineirão. Essa classificação, aliás, vale R$ 6 milhões, mesmo valor que o Cruzeiro embolsou ano passado, quando foi campeão do torneio. Aliás, pentacampeão.

Por: João Vitor Viana

quarta-feira, 25 de julho de 2018

QUEM JOGA? CRUZEIRO, DE OLHO NA SEQUÊNCIA QUE TERÁ, VAI ENTRAR MODIFICADO



Egídio e Henrique voltam.

Quem sai?

Ou melhor, quais saem?

Mano Menezes tem feito cálculos e, no dia que completa dois anos à frente do Cruzeiro, o técnico pretende celebrar mais uma vitória.

Mas quem joga?

A sequência será grande.

Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores pela frente.

Com um elenco grande, mas com "calcanhares de Aquiles" para resolver, não é conhecida a escalação que entra em campo, hoje, contra o Corinthians.

Sem Edilson, Romero deve sair do meio e ser deslocado para a lateral. Assim, Henrique voltaria a fazer dupla com Lucas Silva. 

Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta iniciam? Não se sabe.

Barcos deve ser mantido no ataque para ganhar ritmo.

Na zaga, Mano não deverá mexer nada a não ser a troca nas laterais.

Muitos jogos adiante.

Em média, um jogo a cada 3,5 dias.

Que o Cruzeiro vá tendo uma sequência grande pela frente.

Por: Raposo Sensato

terça-feira, 24 de julho de 2018

APÓS NOVA VITÓRIA, TENDÊNCIA A POUPAR

O Cruzeiro venceu mais uma, agora, de virada e subiu no Brasileiro, se aproximando dos primeiros. Contando com uma combinação de resultados, chegou ao terceiro lugar, sendo somente ultrapassado ontem, pelo Internacional, que bateu o combalido Ceará por 1 a 0. Assim, termina a 14ª rodada na quarta posição.

A imprensa estava caindo matando em cima do ataque do Cruzeiro. Em dois jogos, cinco gols. E agora? Calaram-se, assim como os modinhas de Facebook, que até pouco tempo pediam a cabeça do treinador e crucificavam Thiago Neves. 

Diante do calendário apertado, o treinador sinaliza mudanças para a partida contra o Corinthians. Vai com uma equipe alterada, poupando atletas para a Copa do Brasil. Afinal, Mano pensa que sendo o Brasileiro uma competição longa, qualquer tropeço é reversível. Já na Copa do Brasil, um tropeço e "bau-bau". Pode ser que poupe Thiago Neves ou até Arrascaeta. Barcos deve ser mantido, para ganhar mais ritmo. Rafinha, que entrou bem no último jogo, pode ganhar uma nova chance desde o início. Robinho, que foi um ponto de destaque diante do Atlético-PR também poderá ganhar um descanso.

Por: João Vitor Viana

FALA AÍ, ROMERO!


quarta-feira, 18 de julho de 2018

BARCO COM NOVO LEME!

O Cruzeiro pega o América, nessa quinta-feira, às 19h30, no Mineirão, com Barcos, confirmado nessa quarta-feira, no BID. Se vai começar o jogo, ainda não é sabido. No entanto, é uma arma importante para a equipe de Mano Menezes, que perdeu dois atacantes de referência e convive com a escassez de gols. Não sabemos se Barcos vai dar certo, se vai corresponder às expectativas e se vai suprir as carências. Fez quatro gols no primeiro treino, mas como treino é diferente de jogo, vale a pena esperar.

Ele está na relação de jogadores que pega o América, na volta da equipe ao Campeonato Brasileiro. Segunda-feira, quando despachamos o Atlético-PR, ainda que devendo futebol, Mano Menezes foi cobrado, parte da imprensa caiu de pau em cima do rendimento de alguns jogadores e muito "torcedor" foi na onda, propagando a tão velha conhecida "onda de ataques" nas redes sociais. Enfim, futebol ultimamente tem sido um lugar onde a pólvora explode todo o tempo, para o bem ou para o mau.

Na volta ao Brasileiro, não esperamos, no entanto, o futebol de 2014 ou 2013. Muito menos o de 2003. Mas queremos um futebol inteligente, competitivo, audacioso e contagiante. Queremos, se não puder isso, que a vitória venha. Afinal, aquele papo de jogar bonito e levar ferro não é com a gente. Queremos os três pontos. E que se o América der brecha, que a gente marque. Com Barcos ou com qualquer outra. O leme tem novo comandante. E o ataque precisa funcionar.

Por: João Vitor Viana

terça-feira, 17 de julho de 2018

EXIGIR SIM, MAS SEM EXTRAPOLAR!



Quando perde, reclama; quando empata, reclama; quando vence reclama. Nunca nada está bom para alguns modinhas da internet, que se escondem atrás de perfis, às vezes, falsos, para encher o raio do saco e meter o pau em fulano ou cicrano.

Fábio teve sua era de alvo. Passou para Leo, agora para Egídio, que cruzou para Lucas Silva, passando para Henrique, acionando Thiago Neves, com tabela em Rafinha e em lançamento em profundidade para Raniel. Fred, impedido, descansa. É mais ou menos por aí. Podemos narrar um jogo de futebol com os alvos de alguns torcedores, que ficam incomodados com qualquer situação.

Certo é que Thiago Neves não tem rendido mesmo, que alguns estão precisando melhorar. Mas não é para tanto show como vários "jornalistas" vêm fazendo e alguns "torcedores" vêm bradando. Cá para nós, passamos de fase, recebemos mais R$ 3 milhões, teremos, a partir dessa semana, Barcos à disposição... Vamos com calma!

Podemos, sim, exigir. Afinal, é o papel do torcedor. Mas ficar nesse mimimi que enche a paciência, que chega a beirar o ridículo, isso não. Parece mulher traída falando do ex-marido na rede social; parece homem traido falando da ex-namorada; parece qualquer coisa, menos futebol.

Futebol é a coisa mais importante entre as menos importantes, pessoal. Quanta babaquice a gente lê!

Por: Marcão 

segunda-feira, 16 de julho de 2018

ANTES DO BRASILEIRÃO, A COPA DO BRASIL!





Queremos esse título!

Aliás, somos penta!

89, 93, 96, 2000 e 2018.

Maiores campeões, junto com o Grêmio.

E esse ano vale muito mais!

Mais de R$ 60 milhões em prémios!

Torneio mais rentável do país.

E precisamos muito desse recurso para investirmos no próprio time em 2019.

Para ir galgando o sonho, precisamos de passar fase a fase.

Hoje temos o Atlético-PR pela frente.

Confio no Cruzeiro.

Jogo tende a ser chato.

Amarrado.

Adversário fechado, tentando contra-ataques.

Não é um jogo que o Cruzeiro precise propor.

Pode esperar para atuar no contra-ataque, já que venceu na ida.

Esperamos nova vitória.

E torceremos para passarmos de fase.

Vamos, Cruzeiro!

O Brasileirão reinicia, para nós, na quinta.

Mas antes tem o CAP pela frente.

Por: Raposo Sensato

sábado, 14 de julho de 2018

TUDO PREPARADO? PARECE QUE SIM!



O Cruzeiro fez sua preparação e, no último amistoso, deixou boa impressão.

Logicamente, como dizemos aqui, vimos novos sinais de falhas antigas, a contar por individuais.

Mas esperamos que Mano não volte a dar chances a jogadores de nível duvidoso, como é o caso de Ezequiel.

Segunda-feira tem jogo e será uma decisão.

Afinal, um dos times estará fora.

Agora é eliminação meu amigo!

Vencemos lá, mas não podemos dar sopa para o azar.

Nosso adversário, que estava despencando, teve um mês para se reformular.

Tanto que até treinador eles trocaram.

Então é para o nosso time entrar focado e para jogar com o coração.

Temos alguns problemas.

Barcos chegou, mas só na próxima fase da Copa do Brasil ele pode ser inscrito.

Então, moçada, é hora de jogar bem e mostrar a nossa força em nosso estádio.

Parece que o time está preparado.

Vamos que vamos que a Copa já está acabando...

Por: Raposo Sensato

quarta-feira, 11 de julho de 2018

EMPATE NO NOVO AMISTOSO. MAIS CARA DE CRUZEIRO!

Por: João Vitor Viana

O Cruzeiro mostrou mais a sua cara na partida contra o Corinthians, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu. Em jogo bem movimentado e com boas chances de gol, o Maior de Minas empatou com o clube paulista por 2 a 2. O Cruzeiro chegou a estar vencendo por 2 a 0, mas acabou cedendo o empate, que já aconteceu após uma mudança grande de atletas nos times. No primeiro amistoso entre as equipes, no Mineirão, vitória paulista por 2 a 0.

De positivo, o público e a movimentação. O clima em si foi de jogo oficial. 37 mil pessoas estiveram presentes e deu para Mano ver quem pode aproveitar. Isso inclui Ezequiel, que mostrou, em 10 minutos, o quão ruim é. Não entendi, até hoje, o fato de ele não ter sido liberado para o combalido Bahia, que sequer conseguiu vencer o Sampaio Correa, na final da Copa do Nordeste.

Boas apresentações, ainda, de Henrique, Dedé, Rafael Sóbis, Bruno Silva e Ariel Cabral, alguns entrando já no segundo tempo. Jogo com mais cara de Cruzeiro, com time motivado e criando jogadas, diferentemente do que vinha mostrando, inclusive, contra o próprio Corinthians e contra o Coimbra, recentemente.

Agora é concentrar no Atlético-PR. Precisamos passar de fase e por fogo nesse Brasileirão.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

FALA AÍ, LUCAS SILVA!


HOJE TEM CRUZEIRO! POSSÍVEL ESCALAÇÃO!

Provável escalação do Cruzeiro no amistoso com o Corinthians (Foto: GloboEsporte.com)

MAIS UM ANO COM LUCAS SILVA




Lucas Silva fica!

Real Madrid e Cruzeiro entraram em acordo e o volante vai ficar mais um ano na Toca.

O próprio jogador agradeceu ao clube madrilenho.

Segundo o camisa 16, "o Real respeitou a vontade de ficar no Cruzeiro".

Pelo novo acordo, o Maior de Minas vai pagar parte dos salários do jogador.

O percentual não foi revelado, mas será entre 30% e 50%.

Lucas Silva restabeleceu o futebol que o levou à Europa e, por isso, a diretoria celeste tentou sua manutenção.

O Celta, de Vigo, também estava interessado no jogador.

A vontade de Lucas, no entanto, foi levada mais em consideração.

Até junho de 2019, Lucas Silva é Cruzeiro!

Por: Raposo Sensato

segunda-feira, 2 de julho de 2018

TREINO, AMISTOSOS E AVALIAÇÕES: O QUE O CRUZEIRO FAZ DURANTE A COPA

Após 11 dias de "férias" aos jogadores, todo mundo voltou aos treinos e o técnico Mano Menezes avalia o que tem em mãos, o que inclui atletas que estão se recuperando de lesões. Inclusive, nos dois amistosos que o Maior de Minas fará com o Corinthians, dia 4 e 11, servirão como preparação para o restante da temporada.

Rafinha, em fase final de recuperação física, já deu entrevista dizendo que ainda não está 100%, mas que espera evoluir até o final da Copa do Mundo, daqui pouco mais de 10 dias. David também deverá voltar em breve e pode, até, participar dos jogos. Fred só deverá voltar em setembro, enquanto Sassá tende a operar o joelho e só voltar em 2019. O Cruzeiro, inclusive, pensa se contrata alguém para substituí-lo. Hoje o clube conta com somente Sóbis e Raniel para a posição. Outro atleta poderia ser colocado ali ainda, mas seria improviso.

Goulart e Lucas Silva

Lucas Silva deverá ter seu contrato renovado por um ano com o Cruzeiro. As conversas estão adiantadas. Já Goulart, um fato novo chamou a atenção: Dedé, pelo Instagram, escreveu que "o clube e os jogadores celestes estão à espera" dele.

terça-feira, 26 de junho de 2018

CRUZEIRO RETORNA. E AÍ, ITAIR?



Quem responde pela questão do futebol, no Cruzeiro, é Itair Machado.

O presidente, às vezes se pronuncia, Marcelo Djian, idem.

Mas Itair é o mandatário por ali.

Antes da parada para a Copa, houve reuniões no Cruzeiro.

No entanto, mais para definir saídas que chegadas.

Itair quer que os reforços que chegarem, cheguem para resolver.

E vê que no elenco há alguns que, juntos, somam um gasto razoável.

Estes serão liberados.

Outros, que já estavam emprestados, são fontes de rendas, principalmente para pagar algumas dívidas celestes, equacionadas no início do ano, mas que precisa ser quitada, ainda que em parcelas.

Mas e aí, Itair? 

Vai chegar alguém?

E o Lucas Silva? Vai ficar?

Perguntas que, por enquanto, ficam no ar.

Mas que possivelmente serão respondidas em breve.

Até porque, a Copa já está na metade e faltam poucos dias para Lucas ter seu vínculo finalizado.

Ele bem que podia ficar ao menos até o fim do ano, hein?

Recuperou o futebol e está sendo muito útil ao time.

Vamos lá, Itair?

sexta-feira, 15 de junho de 2018

AGORA SÓ DEPOIS DA COPA



No último compromisso celeste, um empate por 1 a 1.

Resultado para lamentar, ainda que com tantos desfalques e desgaste.

Deixamos dois pontos em Curitiba.

Hora de renovar forças, analisar elenco, reforçar o grupo e recuperar lesionados.

Arrascaeta, que estreou hoje, pelo Uruguai, pode nem voltar.

Não tem, oficialmente, uma proposta por ele.

No entanto, fala-se do interesse do Mônaco.

O time francês pretenderia tirar o 10 do Cruzeiro após a Copa.

Como o time mineiro tem somente 30% do atleta, tem pouca voz na negociação.

Vamos ver o que vem pela frente e como o time volta.

Dois amistosos a serem confirmados, ambos contra o Corinthians.

Aliás, o clube paulista passa por instabilidade desde a saída de Carille.

Qual a sua aposta para a retomada do Brasileiro?

Por: Raposo Sensato

quarta-feira, 13 de junho de 2018

APOSTAS ONLINE! APOSTOU?

Todos os jogos do Cruzeiro a gente incentiva que os cruzeirenses apostem, avaliando, obviamente, o cenário.

E isso vale para apostar a favor, no empate ou, ainda, mesmo que muito raramente, na derrota. A gente sabe que nosso time não é imbatível e, dependendo do andar da carruagem, da escalação, dá aquela vontade de apostar.

Para a partida contra o Paraná, nosso parceiro, o www.sportsbet.io , tinha a seguinte opção para o jogo:

Vitória do Cruzeiro - 2,14

Empate - 3,00

Vitória do Paraná - 3,90

Foi lá? Fez sua aposta? Garantiu sua grana para os jogos da Copa?

Nunca deixe de apostar!


sexta-feira, 8 de junho de 2018

QUINTO. AGORA É HORA DE MELHORAR A COLOCAÇÃO!



O empate diante do Vasco foi um resultado bem longe do ideal.

É verdade que o árbitro meteu a mão, que fingiu-se de cego.

Mas ficar lamentando não adianta.

A CBF não faz nada se o problema é com time fora do eixo.

Temos que pensar na frente.

E até a parada para a Copa do Mundo, são dois jogos, ambos fora de casa.

O primeiro, contra a Chapecoense, o outro, contra o Paraná.

Dois times que estão na parte de baixo da tabela.

A Chape vive altos e baixos.

O Paraná tem ressurgido das cinzas nos últimos dois jogos, mas é um potencial "rebaixável".

Possível fazer seis pontos? Sim.

Precisamos ir com tudo.

E nem que seja ganhando de meio a zero, para desespero da imprensa mineira.

É preciso melhorar a colocação. 

Até a parada, não tiraremos o primeiro lugar do Flamengo.

Mas podemos nos aproximar para passar o rubro-negro mais adiante.

Vamos com garra, Cruzeiro!

Faltam dois jogos para que descansemos e voltemos ainda mais fortes!

Por: Raposo Sensato

quinta-feira, 7 de junho de 2018

EMPATE AMARGO

O Cruzeiro poderia ter chegado bem próximo ao Flamengo. No entanto, o tropeço em casa, diante do combalido Vasco, fez a equipe de Mano Menezes ficar ali em cima, mas podendo se distanciar bem mais. Isso porque o Flamengo pega o Fluminense, hoje, em Brasília. Uma vitória do rubro-negro abre mais dois pontos da Raposa, que quer (ou ao menos queria) estar bem mais próximo da liderança antes da parada para a Copa do Mundo. Nesta quarta-feira, um empate por 1 a 1. Nada a comemorar.

O jogo foi marcado por muitos erros. O primeiro, de Egídio, ao falhar e permitir que o jogador do Vasco abrisse o marcador. Outros, em sequência, do ataque celeste, que concluiu muitas jogadas de forma equivocada e perdeu gols que poderiam até suprir o erro individual do seu defensor. No final, um erro gritante da arbitragem, que não marcou pênalti de Paulão em cima de Raniel. Raniel, aliás, teve outra boa participação, sendo dele o gol que garantiu o empate no Mineirão.

Era um jogo para fazer a quarta vitória seguida, se afirmar na tabela e mostrar que o time é, de fato, candidato ao título. Vários jogos colaboravam para que o Cruzeiro ficasse melhor. No entanto, faltou o Cruzeiro fazer sua parte. Agora é pensar na Chape. Eu acredito na vitória lá na Arena Condá. E você?

Por: João Vitor Viana

quarta-feira, 6 de junho de 2018

APOSTE!

Qual sua aposta hoje? Cruzeiro? Empate? Vasco?

Não perca tempo!

Aproveite a segunda etapa e aposte!



A PARADA DA COPA É DAQUI UNS DIAS. ATÉ LÁ, TEM JOGO ATRÁS DE JOGO. HOJE É O VASCO, NA TOCA 3!



Cruzeiro x Vasco novamente.

Agora pelo Brasileirão.

Pela Libertadores, tivemos um tropeço em casa.

Ficamos no 0 a 0.

Revertemos, posteriormente, no Rio, com juros e correção.

Mas como cada jogo é um jogo, é hora de vencer também em casa.

Sem desmerecer o Vasco, mas o Cruzeiro, no conjunto, é muito mais time.

Embora isso não vença jogo, é um estímulo a mais para os atletas entrarem em campo e fazerem jus à fama.

Alguns jogadores poderão ficar de fora.

Mano não revelou quem joga, quem fica de fora.

Sinalizou com a volta de Henrique, mas o desgaste de alguns atletas pode mudar alguma coisa dentro do esquema traçado para a partida.

Lucas Romero pode voltar à lateral ou mesmo ser poupado.

Dedé pode ficar de fora pela sequência, Lucas Silva pelo desgaste dos últimos dois jogos.

Thiago Neves também tem jogado no sacrifício.

Robinho, por sua vez, deve voltar.

O jogo é logo mais.

Qual o seu palpite?

Queremos a ponta do Brasileirão.

A parada para a Copa é só daqui uns dias...

Por: Raposo Sensato

terça-feira, 5 de junho de 2018

LIBERTADORES NOS PÕE FRENTE A FRENTE COM O ATUAL LÍDER DO BRASILEIRÃO. NÃO TENHO MEDO!

Medo? Jamais! Time grande não escolhe adversário e gosta de jogo grande. No sorteio dessa segunda-feira, o Cruzeiro conheceu seu adversário na próxima fase da Libertadores, que vai rolar tão somente depois da Copa do Mundo: o Flamengo, atual líder do Brasileiro e que foi nosso adversário, derrotado por sinal, na final da Copa do Brasil de 2017. Aliás, confronto do líder contra o vice-líder, diga-se de passagem!

Acompanhando alguns comentários nas redes sociais, muito "mimimi". Gente falando que era melhor ter pego fulano, cicrano. Gentem time grande tem que superar as adversidades. E Fox, você que gosta de fazer polêmica e falar inúmeras asneiras, é bom se calar. Quem muito fala, cai do cavalo. E cai feio! 

Tem comentarista já projetando o encontro do Flamengo com o Boca, nas quartas-de-final. Bom, a esse cidadão vou guardar minha boca para comer minha farinha. Falastrão bairrista e nada profissional! E você, torcedor que se esconde atrás de perfil de Facebook e fala tanta besteira quanto esse pseudojornalista, toda a minha ignorância vocábula! Quem é cruzeirense vai lotar o Mineirão e parar de fazer mimimi em rede social. Quem é torcedor vai ao campo e lota estádio, como a torcida celeste vem fazendo esse ano.

Não tenho medo do Flamengo. Nunca tive. Afinal, últimas finais que disputamos, levamos a melhor. E que essa seja mais uma para manter a escrita. Temos elenco, time, diretoria e treinador. E vamos por isso à prova no Brasileiro, Libertadores, Copa do Brasil e algum outro torneio que ainda possamos disputar.

Por: João Vitor Viana

segunda-feira, 4 de junho de 2018

DEU NA IMPRENSA: REPERCUSSÃO DA VITÓRIA CELESTE


CEARÁ X CRUZEIRO - MELHORES MOMENTOS


VITÓRIA PÕE O CRUZEIRO NA VICE-LIDERANÇA

Choram as rosas... já diria aquela música. E choram os "modinhas", que tanto pediram a saída do Mano, do Sóbis e de tantos outros atletas. Pessoas ruins, que possuem um mau sentimento, que não são torcedores de fato e que ficam entrando nessa conversa fiada de imprensa medíocre. Mais um jogo para enfiarem o rabo entre as pernas e ficarem calados. E há quem, nas redes sociais, ainda insista em depreciar um ou outro atleta. Mesmo após a terceira vitória seguida e a vice-liderança no Brasileirão. Vai entender!

Um jornalista idiota, aliás, perguntou ao Mano, ontem, sobre a falta de gols do Cruzeiro. Ouviu uma resposta elegante de que "o Campeonato Brasileiro não é disputado em gols marcados, mas por pontos corridos". O coitado deve ter engolido em seco. Eu não me importa em ganhar por 1 a 0. De um em um estamos subindo e queremos a posição que o Flamengo, hoje, está.

O jogo diante do Paraná não foi dos mais difíceis. O Cruzeiro teve maior posse de bola, mas faltou mais lances agudos, mais jogadas de enfiada de bola, tabela e ofensividade. Vale ressaltar que o gramado é pior que muitos que jogamos recentemente e mil vezes inferior ao do Mineirão. E o clima, bem diferente. E isso causa um desgaste grande. Mesmo diante dessa adversidade, vencemos. Podemos não ter feito um jogo primoroso, mas vencemos. E estamos em segundo, que é o que vale, e muito, nesse momento. Se estivermos bem antes da parada da Copa, será ótimo. Teremos um mês tranquilo para melhorarmos ainda mais depois.

Destaque do jogo deixo para a dupla de volantes. Romero e Lucas jogaram muito bem. Egídio pecou no lance final. O último passe foi determinante para não haver mais gols. Parabéns à zaga celeste, que mais uma vez não foi vazada. Dedé é um monstro! O Cruzeiro sentiu a falta de Robinho e Arrascaeta. Faltou criatividade, principalmente no segundo tempo.

Mas como disse, a vitória é mais importante que o desempenho. E que a imprensa e os modinhas engulam mais essa.

Por: João Vitor Viana

domingo, 3 de junho de 2018

CHANCE DE ENCOSTAR DE VEZ NOS PRIMEIROS

A partida diante do Ceará, hoje, em Fortaleza, pela 9ª rodada do Brasileiro pode por o Maior de Minas em ótima condição, podendo alcançar, dependendo dos resultados, até a vice-liderança. No entanto, é bom manter os pés no chão, o toque de bola e a eficiência técnica. O Cruzeiro, no cenário que se cria, é favorito. Afinal, vem de boa sequência e o adversário, ainda que jogando em casa, ainda não venceu no Brasileirão. Diante disso, fica a nossa sugestão de apostar no Cruzeiro no site do nosso parceiro www.sportsbet.io . Vamos lá?

Sem Henrique e em Robinho (o primeiro ainda sentindo desgaste físico e o segundo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo), Mano Menezes deve escalar Mancuello ou Bruno Silva mais à frente, mantendo Romero com a função de primeiro volante, como foi diante do Palmeiras.

Eu aposto no Cruzeiro. Temos mais time, mais elenco, mas futebol é uma caixinha de surpresa. Que o Cruzeiro faça um bom jogo e que consigamos mais uma vitória para decolar de vez no Brasileiro. 

Por: João Vitor Viana




quarta-feira, 30 de maio de 2018

CRUZEIRO VENCE MAIS UMA: 1 A 0

Cruzeiro emplaca mais uma vitória. Ainda que pelo placar mínimo, Maior de Minas salta na tabela e encosta nos primeiros colocados

POR: JOÃO VITOR VIANA

Muito mais pessoas, se não tivessem com problemas de locomoção devido à falta de combustíveis, estariam no estádio para acompanhar o Cruzeiro diante do Palmeiras. Aqueles que saíram de suas casas puderam acompanhar mais uma vitória, agora sobre o Palmeiras, por 1 a 0. Com mais posse de bola no primeiro tempo, o Maior de Minas chegou a recuar no segundo tempo, principalmente após o gol de Sóbis, chamando o Porco para o seu campo. No entanto, mostrou porque tem a defesa mais sólida do torneio e porque, em 16 jogos, levou apenas dois gols no Mineirão. O Palmeiras bem que tentou, mas sequer conseguiu chutar muito a gol. O chute mais perigoso foi de Dudu, no segundo tempo, para excelente defesa de Fábio. Fora isso, foi contido antes de chegar à meta celeste.

No primeiro tempo, maior posse de bola do Cruzeiro, com consequente número maior de ataques. No entanto, Jailson pouco trabalhou. Faltou o último passe e também a finalização. Sassá teve algumas oportunidades, mas desperdiçou. No segundo tempo, Mano foi efetuando substituições, que classifico como cirúrgicas. Elas encorparam o time, abriram novas opções e fez com que o time pragmático do primeiro tempo tivesse mais força ofensiva, principalmente através de jogadas pelas laterais, o que faltou no primeiro tempo, quando houve insistência pelo meio. E foi justamente pelos flancos que a bola morreu no fundo do gol de Jailson. Robinho cruzou, Sóbis dominou e, em chute cruzado, matou o goleiro palmeirense, pego no contrapé. A bola parou no canto direito dos paulistas, para delírio dos celestes em campo e na arquibancada. 

A entrada de Raniel foi primordial para a execução de contra-ataques perigosos. O jovem deu muito trabalho à zaga do Palmeiras, principalmente pela lentidão de alguns atletas, como Edu Dracena, quase quarentão. A vitória põe o Cruzeiro próximos aos líderes. O clube, agora, espera a finalização da rodada, que se dá nessa quinta-feira (31/05), com mais três jogos.

HOJE TEM JOGÃO. PENA QUE NÃO PARA TODOS OS TORCEDORES QUE QUERIAM IR...



Por: Raposo Sensato

Cruzeiro x Palmeiras é um clássico brasileiro.

Disso ninguém tem dúvidas.

Afinal, já há algum tempo as duas agremiações vem fazendo jogos disputados, inclusive em finais.

1998, por exemplo, foram nove jogos entre os dois "Palestras".

Nessa noite, Roger x Mano.

Cruzeiro x Palmeiras.

Um jogo para campo cheio.

Uma pena que nem todos que queriam ir poderão.

Devido ainda à escassez de combustível, boa parte irá ver em bares ou em casa.

Jogo 150 de Mano à frente do Cruzeiro.

Marca importante.

Sem Libertadores e Copa do Brasil antes da Copa, Mano vai por em campo o que tem de melhor.

Palmeiras não fica atrás.

Pode ser que um ou outro jogador fique de fora, mas nesse caso, seriam, no máximo, dois.

É jogo crucial.

Jogo para jogar o Cruzeiro para o topo da "Parada de Sucesso".

Aliás, já fica aqui nosso conselho, mais uma vez, de aposta.

Acesse, cadastre e faça seu palpite no site do nosso parceiro: www.sportsbet.io

Pagamento caprichado para uma vitória celeste hoje. Não fique de fora!

Se conseguir ir ao estádio, empurre, jogue junto!

Quando o Cruzeiro e torcida jogam juntos, a vitória fica mais perto.


domingo, 27 de maio de 2018

CRUZEIRO VENCE O SANTOS NA VILA

Com alguns desfalques, o Cruzeiro conseguiu achar as brechas para vencer o Santos, na Vila Belmiro. Afinal, vencer em São Paulo é sempre difícil. No entanto, o Santos não se mostrou forte ofensivamente e, com o passar do jogo, foi abrindo espaços. E em uma dessas oportunidades, Bruno Silva, tão criticado nas redes sociais, deixou o dele, dando números finais ao jogo: 1 a 0.

O jogo
Diferentemente do segundo tempo, a primeira etapa foi truncada, de poucas chances, de muita disputa no meio-campo, mas de nenhum gol. As mudanças promovidas pelos treinadores fez o jogo ficar mais aberto e o jogo acabou ganhando mais emoção. E quando o Santos ensaiada abrir o placar, tendo mais posse de bola, foi o Cruzeiro que mandou para as redes. Robinho bateu escanteio, houve um desvio na primeira trave e Bruno Silva, sozinho, cabeceou no contrapé de Vanderlei. Minutos antes, Robinho havia perdido uma chance incrível, sendo bem defendida pelo arqueiro do adversário. Atrás no marcador, o Santos passou a dar mais espaço e, por pouco, Sóbis não ampliou. Em cruzamento de Henrique, Raniel passou e a bola chegou nos pés do atacante, que bateu certo, mas deu azar na conclusão. Final de jogo: o Cruzeiro saltou, naquele momento, para a oitava posição, esperando a finalização da rodada para saber onde fica posicionado. Jogo inteligente do Cruzeiro e boas modificações de Mano Menezes.

Por: João Vitor Viana

CRUZEIRO X SANTOS; SANTOS X CRUZEIRO: QUAL O SEU PALPITE?



O Cruzeiro vai a Santos, hoje, em busca de um placar positivo. Bem na Libertadores e com um bom passo dado na Copa do Brasil, o Maior de Minas vai em busca de subir na tabela. Três pontos permitirá dar um salto grande no Brasileirão e se juntar a alguns clubes, que inclusive tomaram ferro nesse sábado e outros que possam tropeçar nesse domingão. Hora de subir, Cruzeiro!

A cada rodada, indicamos, aqui, uma chance de você apostar. Nosso parceiro, www.sportsbet.io permite que você ganhe uma grana se apostar e conseguir acertar o placar. Confira as promoções, cadastre e dê seu palpite. Boa sorte!

Boa sorte, aliás, é o que o Cruzeiro também vai precisar hoje. Jogar na Vila Belmiro nunca é fácil e o Santos, pressionado, com treinador balançando, vai ser um adversário duro. Qual o seu palpite? Deixe aqui e no site do sportsbet.io !

Time
Com um time forte, o Cruzeiro tem todas as chances de sair com a vitória, hoje. Do lado de lá tem uma barreira, chamado Vanderlei, é verdade. Mas esperamos que Sassá possa estar inspirado hoje, o que não ocorreu nos últimos jogos. Vamos lá, Sassá!

Na zaga, Leo e Dedé terão a missão de barrar Gabigol e Rodrygo. Aliás, a revelação do Santos está sendo sondada pelo Barcelona. Atacante perigoso. No entanto, confio mais no nosso meio. Do lado de lá, Pituca e Renato. Do lado de cá, Lucas Silva e Henrique, além de Robinho, Thiago e Sóbis. Vamos para cima!

SANTOS X CRUZEIRO

Santos
Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Diego Pituca, Renato e Jean Mota; Eduardo Sasha, Rodrygo e Gabigol.
Técnico: Jair Ventura

Cruzeiro
Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Thiago Neves e Rafael Sobis; Sassá.
Técnico: Mano Menezes

Motivo: 7ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Pacaembu, em São Paulo
Data e hora: domingo, 27 de maio, às 16h

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Pedro Martinelli Christino (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)


sábado, 26 de maio de 2018

CRUZEIRO LIBERADO PARA ESCALAR DEDÉ. POUTZ! SÓ FALTAVA ESSA!



Só faltava essa!

CBF barrar Dedé de enfrentar o Santos.

Motivo: um regulamento da Fifa afirma que os 12 jogadores de "reserva" devem ficar de prontidão para serem acionados a qualquer tempo e hora. 

Assim, acredita a Fifa, os jogadores ficam menos expostos a lesões.

No entanto, o Brasil tem um calendário diferente do resto do mundo.

É o menino feio que no desfile vai contra todos e a família (CBF) acha que todos estão errados e só o filho está certo.

Regulamento que pouco se aplica aos clubes europeus, por exemplo.

A maioria deles já está de férias.

Ao menos dos principais centros.

Só Real Madri e Liverpool fazem o último jogo da temporada hoje.

E só.

Já o Brasil fica nesse lenga-lenga de janeiro a dezembro.

Bom, Dedé e demais atletas vão para os seus respectivos jogos.

O engraçado é que a própria CBF não se pronunciou oficialmente sobre quem são os 12 atletas que ficaram na "reserva" da Copa.

Falaram em Dudu (Palmeiras), Arthur (Grêmio), Luan (Grêmio) e mais alguns. 

Ao que parece, a conversa acontece nos bastidores.

E se parar para pensar, uma idiotice sem tamanho. 

Por: Raposo Sensato