terça-feira, 31 de janeiro de 2017

QUARTA TEM MAIS?

Quarta-feira tem mais, como disse certa vez, Ricardo Goulart? Esperamos que sim. Precisamos melhorar bastante para, no decorrer do ano, chegarmos ao ponto que sabemos que podemos chegar. Como dito no pós-jogo de ontem, o Cruzeiro jogou de forma regular, jogou "para o gasto". Mas já se viu um bom toque de bola, a proposição do jogo, as tabelas e jogadas pelos flancos. Mas não podemos analisar nem tão ao céu nem tão ao inferno. Foi apenas a primeira partida oficial do Cruzeiro no ano e, jogo a jogo, a tendência é que as peças se encaixem mais e o ritmo melhore.
Não podemos esquecer que vários atletas não entraram em campo diante do Villa Nova, casos de Caicedo e Hudson, por exemplo. Além destes, Thiago Neves e Fabrício, que retornou de empréstimo junto ao Palmeiras, aguardam seus documentos serem regularizados para estarem em campo. Com o tempo, os ajustes técnicos e de "material humano" irão acontecer. Não acredito, por exemplo, que Caicedo ficará na reserva de Leo. Não conheço o futebol do jogador equatoriano. Estou, inclusive, ansioso para vê-lo. Mas, pela entrevista do jogador, quando da sua apresentação, ele afirmou que é um jogador rápido. E essa qualidade, como também dito na análise pós-jogo, falta ao zagueiro Leo. Já no meio, a briga vai ser boa. Alisson foi bem ontem, inclusive assustando a torcida, quando num lance de disputa aérea sentiu o joelho esquerdo. Mas ele mesmo já afirmou que está à disposição para o jogo de quarta.
A pergunta que fica: quarta-feira tem mais? Esperamos por outra vitória, mas também por uma evolução física, técnica e tática. O adversário será mais qualificado que o Villa, certamente. No entanto, lembramos que apenas venceu na estreia por causa de um pênalti escandaloso marcado em cima de Fred. Lamentável essa arbitragem tendenciosa. Mais tendenciosa, aliás, que a própria imprensa, que tratou o lance como "duvidoso". Aquilo ali não só não foi pênalti como foi falta de ataque. E diante da arbitragem, da imprensa e do adversário, vamos a campo em busca de mais um triunfo.
Não temos baixas. Esperamos pela regularização de jogadores e precisamos melhorar muitos fundamentos. De lição do primeiro jogo, tiramos que aquele "frio na barriga" da estreia, de jogar em casa, de "soltar a musculatura", isso passou. Agora é hora de começar a evoluir e transpor os adversários. Pelo planejamento do clube, esses primeiros jogos do Campeonato Mineiro e da Primeira Liga são tratados como extensão da pré-temporada. Mas na quarta temos que dar uma parada nesse pensamento. Diante do nosso rival, temos que encarar o jogo como guerra. E que vença o guerreiro de cor azul.

9 comentários:

RUTILHO disse...

DEPOIS DE MAIS DE 20 DIAS TREINANDO MANO VEM COM O MESMO TIME EXCETO DIOGO B. CONTRA O VILA JOGAR COM DOIS MÉDIOS VOLANTES, SÓBIS COMO FALSO 9, QUE ISSO "SEU" MANO? JOGO ÓTIMO PARA ESTREAR HUDSON JÁ AMACIANDO PARA O CLÁSSICO, ENTRAR COM ÁBILA, JOGAR ABERTO ALÇANDO BOLAS ENFIM, UM TIME OFENSIVO. DEMOS SORTE DE TER VENCIDO. CLÁSSICO É OUTRA COISA, CUIDADO "SEU" MANO, CUIDADO PORRA!!!!!!!!!!!!!!!!

hudson douglas disse...

Lucas Silva tá de volta até o meio de 2018 !!

cruzeirotetra disse...

Lucas Silva voltou!!!Agora sim voltaremos a ter qualidade nas saídas de bola.contra ataques rápidos como antes...

Diego disse...

Lucas Silva de volta : espero que seja pra colocar o Cabral no banco !!!
Se a justificativa de tê-lo no time era o bom passe , isso dai o Lucas Silva também sabe fazer : só que pelo menos 72 vezes mais rápido !!

telexfree moc disse...

Lucas Silva de volta, entreguem as taças.

Anônimo disse...

Lucas Silva vai ficar no banco!!

Observandotudo disse...

RUTILHO FALOU E DISSE.

CruzeiroSempre disse...

Gosto muito do zagueiro Léo. Inclusive acho que ele fará dupla de zaga com Caicedo.

Revétria disse...

Ariel Cabral,comandou o meio campo contra as frangas. Disparado o melhor em campo no clássico.