segunda-feira, 1 de maio de 2017

A HORA DO CURRÍCULO ENTRAR EM CAMPO


POR: JOÃO VITOR VIANA

Currículo: algo que sempre foi cobrado no Cruzeiro. Ao menos, algo que foi pedido, martelado à exaustão depois de dois anos sem, sequer, ir a uma final de Campeonato Mineiro. A torcida pediu jogador "cascudo", acostumados com decisão. E, para 2017, vários desses jogadores fazem parte do elenco celeste. E, agora, é hora de isso fazer a diferença: hora do currículo entrar em campo! Thiago Neves, após o jogo, chamou a atenção para isso: "Temos jogadores acostumados a decisões. Temos qualidade e capacidade de ser campeão lá dentro". 

Além de contar com esses jogadores "cascudos", o Cruzeiro terá um desgaste, agora, a mais: na quarta-feira, às 21h45, pega a Chapecoense, no Mineirão, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Mais um jogo decisivo pela frente, em uma competição que o clube está acostumado. Campeão em 93, 96, 2000 e 2003, o Cruzeiro persegue o quinto título, buscando igualar com o Grêmio o número de conquistas. Terá que jogar, se precavendo de lesões, sem arriscar um jogador que possa vir a ficar mais tempo longe do gramado, Ou seja: possível que Robinho e Ezequiel não atuem para estarem aptos no domingo, na última partida do Campeonato Mineiro, diante do rival. Aliás, o adversário de domingo também joga no meio de semana. Aquele que chegar mais inteiro e souber jogar a partida, leva a teça. Que seja o Cruzeiro!

Críticas
O técnico Mano Menezes afirmou que a arbitragem de Dewson Freitas foi dolorosa. "A gente viu o tipo de arbitragem que tivemos. Foi dolorosa. Lances claros que os cartões não foram dados. O árbitro contemporizou para não tirar ninguém do segundo jogo. Foi assim como o Marcos Rocha e com o Gabriel. Tivemos ainda um lance de possível penalidade máxima, mas não foi marcado. Mas ainda assim podemos chegar lá no domingo e ser campeões", destacou.

3 comentários:

Observandotudo disse...

Ooooo. Mano quanta inocência!!!! Só vc não sabia que está tudo armado pra frangaiada levar o título? Agora fica de bebê chorão criticando juiz? Perdeu a chance de reverter a desvantagem por ser um treinador previsível e não saber usar p plantel sempre substituindo mal. Agora é escalar um time ofensivo ( que vc não sabe fazer) e partir pra cima das frangas desde o primeiro segundo do jogo; põe Abila pra jogar desde o início e esquece que Álisson existe. Verás como tudo vai ficar mais fácil. Se vc for um técnico macho vamos comer frango assado dentro do poleiro; e não esquece de levar bastante sabão e desinfetante; também segurança reforçada;; as frangas não vão perder dentro do poleiro sem criar uma baita confusão para desviar a atenção dos torcedores delas.
Zeroooooooooooooo

Sônia de Paula Correa disse...

OBSERVANDOTUDO
Concordo em prosa e verso com você.ponto
Outra coisa, o MM está parecendo com o lado escuro da lagoa, la é que sempre se tem desculpas para maus resultados.
Quando perdem , é o juiz, sempre foi assim e nós ridicularizavamos isto deles e agora estamos fazendo igual. PARE NÉ MANO.
MM substitui mal, não lê o jogo, e depois quer colocar a culpa nos outros? não foi só este jogo não, em todos que nós vamos mal, pode esperar, la vem ele com esta ladainha. Isto pega bem é do lado de lá aqui não cara.

JUNIOR LIMA disse...

Infelizmente no futebol brasileiro e qualquer outro vai existir essa podridão! Juiz querendo favorecer o outro time, enfim... A comissão técnica e principalmente os jogadores deveriam entrar em campo sem se preocupar com isso. Essas coisas em jogos decisivos, afetam o emocional dos jogadores. O negócio é entrar em campo e fazer o resultado independente de juiz, circunstâncias do jogo. Minha opinião é essa! Entrar em campo e jogar, claro que as vezes vão ter os "aparecidos "para estragar o espetáculo ou tentar favorecer um clube e prejudicar o outro, mas o melhor é quando se conquista a vitória dentre essas sujeiras de pessoas trapaceiras. Vou torcer como nunca pra sermos campeões mineiro depois de tanta babaquice da fmf e do presidente frangao medroso!! #seremoscampeoesenaoseesqueça!!!!