terça-feira, 30 de setembro de 2014

MUITA "CULPA NO CARTÓRIO"

POR: MARCÃO ANTI-GALO

A torcida do nosso rival, a cada jogo, se mostra mais cretina. Sim, cretina. Isso porque corriqueiramente vem sendo autora de brigas e arremesso de objetos no gramado. Não bastasse ter levado dezenas de artifícios explosivos ao Mineirão, no jogo contra o Cruzeiro, os meliantes voltaram a entrar com objetos ilícitos, dessa vez, no Independência, estádio do qual é inquilino.

Foi só o jogador deles marcar um gol e ouviu-se em alto e bom som o estouro de uma bomba. Sim, uma bomba. O fato foi relatado em súmula pelo árbitro do jogo.

No jogo anterior, um torcedor atirou um sanduíche de presento no campo, o que também foi relatado.

Quarta-feira o STJD deve pesar a mão e punir tanto o Cruzeiro quanto o time do lado de lá. Mas vejamos os incidentes recentes, seguidos, e depois veremos como esse Tribunal de Araque vai decidir. 

O STJD deveria ver que a torcida do lado de lá tem mais "culpa no cartório" que urubu de voo. Deveria puni-los severamente e multar o Cruzeiro por contratar incompetentes para fazer a vistoria dos marginais que adentraram ao estádio com bombas e sinalizadores. Sim, o Cruzeiro é culpado por não saber precaver a entrada de vagabundos ao estádio. Contratou uma empresa que sabe transportar dinheiro, não fazer segurança.

Saudades do antigo Mineirão, quando a revista era severa e marginais eram detidos. Hoje tudo passa. De que adianta por câmera se mesmo prendendo o cara, o clube é punido?

Que os responsáveis sejam punidos, os marginais banidos, presos, para que o estádio volte a ser um lugar de lazer. Hoje, do jeito que está, pouca vontade dá de ir. Não fosse o bom time do Cruzeiro, a liderança e a possibilidade do tetra, o torcedor, esse sim, ficaria em casa. Afinal, quem toma conta e aparece no estádio, ultimamente, tem sido um bando de idiotas.

SUSPENSÃO
Ontem foi divulgado na Itatiaia que, por recomendação do Ministério Público, as torcidas Pavilhão Independente, Máfia Azul e Galoucura estão banidas por seis meses dos estádios. Na verdade, prezado Emanuel Carneiro, banimento é algo definitivo. O que houve foi a suspensão da torcida, de maneira formal, do estádio. Logicamente os mesmos "torcedores" que integram essas torcidas continuarão indo ao estádio. Esse procedimento, no meu modo de ver, não ajuda muito, pois fica mais difícil de identificar o arruaceiro. O que deveria ser feito é um cadastro negativo daquele que faz o mal no estádio, sendo punido com severidade, se possível com o banimento, para que o jogo seja visto por aquele que realmente quer torcer. Como diz o radialista Laudívio Carvalho, lugar de bandido é na cadeia.

2 comentários:

¶Azul•H(«MG»)¶® disse...

Não sei como esse tal de Emanuel Carneiro,sócio das frangas,pateticano doente,viu no mineirão,as organizadas do CRUZEIRO. Gilvan,presidente,ordenou que nenhum torcedor de qualquer facção das organizadas, pudessem adentrar ao estádio,usando boné ou camisa referente . Desespero da imprensa,porque o CRUZEIRO,caminha a passos largos para conquistar mais um campeonato.

RUTILHO disse...

CADEIA, CADEIA, CADEIA...
BADERNEIRO 6 MESES DE CADEIA.QUERO VER ESSES VALENTÕES REINCIDIR.