segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

O QUE WILLIANS E PAULO ANDRÉ VIRAM?

POR: MARCÃO ANTI-GALO

Ontem Paulo André e Willians estiveram no Mineirão e viram seus companheiros não passarem de um empate diante da Caldense. 1 a 1 indigesto, que em nada deixou a torcida feliz, que começou a vaiar o time - e até alguns jogadores - ainda aos 25min do segundo tempo.

É tempo de entrosamento, de conhecimento, de aprendizado. Mas há algo que a torcida valoriza: a entrega. E isso não está se vendo, com exceções como Henrique e Willian, nitidamente acima fisicamente dos demais jogadores do Cruzeiro. O excesso de nervosismo aliado à falta de entrosamento e também a uma deficiência técnica está fazendo o Cruzeiro ter que se entender. Nem o treinador ainda conhece o time. Parece que chegou ontem, diante de tantos fatos novos.

O problema é que alguns dos erros não estão nem muito no posicionamento de novas caras, mas das antigas. Bato na tecla que alguns jogadores não têm qualidade técnica para jogar no Cruzeiro e o treinador não vê isso. Após o jogo lamentou que o clube não tem muitos jogadores de criação, mas havia dois disponíveis que ele preferiu deixar no banco. Na verdade ele não quis usá-los. Preferiu improvisar na criação e nada deu certo. Judivan é atacante de velocidade, Willian também e Marquinhos nunca criou nada. É mais um jogador que chega de trás finalizando e olhe lá. Marcelo, ao meu ver, quer adaptar jogadores a um esquema em vez de fazer um esquema com aquilo que tem. Desse jeito terá muito mais dificuldades.

Até agora são 11 contratações (a se confirmar a vinda do atacante Henrique, que acerta ainda últimos detalhes para ser oficialmente apresentado). Somente De Arrascaeta faz essa função. Perdemos dois e não repusemos. Falta um ou até mais de um. Se o treinador não confia em Julio ou Marcus Vinícius, jogadores que estavam disponíveis para iniciar a partida ontem, que os dispense. O Cruzeiro está inchado de atletas e, ao meu ver, parece não ter soluções.

O técnico inventa: põe lateral na zaga e atacante no meio. Tenta corrigir no meio do jogo erros na escalação, mas não consegue. Pelo visto, está ainda perdido, como também começou o ano passado, quando teve a audácia de sacar Henrique e Lucas Silva do time para por Rodrigo Souza e Nilton. Esse ano começou com Willian Farias e Marquinhos. É nesse time, ainda bagunçado, que Willians e Paulo André chegam. Que eles sejam dois pontos positivos para organizar a equipe dentro de campo. Fora e dentro, por enquanto, muita coisa precisa ainda se acertar.

4 comentários:

cleiton Gama disse...

vou nem comentar algo "relevante" vai que apagam meu comentario de novo.

Marcelo cr disse...

O que falta no Cruzeiro claramente é: PLANEJAMENTO E TRANSPARÊNCIA:

- PLANEJAMENTO: ontem o Marcelo Oliveira já mandou um recado para essa diretoria PERDIDA, estão contratando errado, jogadores fracos, com exceção do De Arrascaeta e mais um ou outro. E o meio de campo do Cruzeiro está FRAQUÍSSIMO. E O CRUZEIRO REFÉM DE UM JOGADOR QUE NEM ESTREOU ( DE ARRASCAETA), time que depende de um jogador é péssimo.


- TRANSPARÊNCIA: O Cruzeiro vendeu todo mundo, fala- se que apurou 90 milhões. E ontem no GLOBO.COM, saiu uma notícia, que o presidente do Botafogo- sp, disse que o Cruzeiro está enrolando para pagar o Alex, e que se não pagar até dia 11/02, ele vai solicitar o jogador de volta, UMA VERGONHA.

¶Azul•H(«MG»)¶® disse...

Notícia DESMENTIDA PELO PRÓPRIO BOTAFOGO-SP. Tem gente demais querendo atrapalhar. Deixem o pijama no armário e siga até o mineirão e/ou ao fim da galáxia acompanhando e incentivando o time,nas horas boas e ruins. Saco cheio de torcedor de resultado!

RUTILHO disse...

Sinceramente, eu duvido que o MO repita esse meio de campo de ontem: W.Farias, Henrique e Marquinhos. é muita ruindade junta. Foi por isso a substituição do Judivan, havia um sério risco de queimá-lo. Meu desejo é: Willians, Gabriel X. Arrascaeta e Allisson. Se esses quatro souberem criar, atacar com a bola e defenderem, combaterem sem ela, aí amigos só alegria.