quarta-feira, 15 de abril de 2015

CURTINHAS


CRÍTICA

A entrevista do técnico Marcelo Oliveira, do Cruzeiro, depois da derrota por 3 a 1 para o Huracán, nesta terça, transcorria como de costume. O treinador analisava o time técnica e taticamente. Ele admitiu que a equipe cometeu erros e pagou por eles. Em um certo momento da coletiva, porém, o treinador pediu espaço para criticar a situação em que se envolveu o Cruzeiro nesta semana: dois jogos importantes com apenas um dia de descanso entre eles. "Eu gostaria de comentar também esse calendário. É impossível você jogar clássico domingo, viajar, chegar às 4h30 da manhã e ter que jogar um jogo decisivo na Argentina, contra um adversário que descansou seus titulares no fim de semana, e visivelmente ganhava a segunda bola, tinha uma marcação muito mais encurtada", reclamou Marcelo.


SEM DESCULPA

Apontado por outros jogadores e pelo técnico Marcelo Oliveira como um dos fatores que determinaram a derrota do Cruzeiro para o Huracán, por 3 a 1, o cansaço foi ponderado pelo zagueiro Paulo André, que reclamou de erros da arbitragem no primeiro gol marcado pelo time argentino. “No primeiro gol, houve falta e o jogador estava impedido. A gente acabou se descontrolando um pouco. Voltamos para o jogo com o pênalti e depois tomamos outro gol bobo. Faltou atenção, tem o cansaço, mas não pode ser desculpa, foi mais a concentração mesmo. Agora é colocar a cabeça no lugar e decidir em casa na próxima terça”, analisou o camisa 26.


PERDA DA LIDERANÇA

O Universitario de Sucre é o novo líder do Grupo 3 da Copa Libertadores. Jogando na Bolívia nesta terça-feira, a equipe da casa venceu o Mineros de Guayana-VEN, por 2 a 0, e ultrapassou o Cruzeiro, que perdeu para o Huracán, na Argentina, por 3 a 1.



DESFALQUE

Obrigado a vencer para não depender de outros resultados, o Cruzeiro terá de lidar com um desfalque na defesa em jogo  contra o Universitario de Sucre, na próxima terça-feira, no Mineirão. O zagueiro Paulo André não poderá defender o time celeste. Na derrota para o Huracán, por 3 a 1, em Buenos Aires, Paulo André foi advertido com cartão amarelo pela terceira vez na Copa Libertadores. O camisa 26 recebeu o cartão por reclamar com a arbitragem.

2 comentários:

RUTILHO disse...

Cansaço. Bela e oportunista desculpa para justificar essa escalação imbecil. Quem tem Eurico e GX pode entrar sem eles? Entrasse com Willians, Eurico, GX e Arrascaeta. Paulo André, de fora na terça para mim é reforço. Mena vem sendo substituído então já entre sem ele é a hora do Pará. Olha a situação em que estamos nesse grupo ameba: Huracan 7 pts, Cruzeiro 8 pts e pasmem, Sucre 9 pts líder. Ou seja, Huracan deve pela lógica vencer o Mineros chegando a 10 pts e classificado. Assim teremos que vencer esse Sucre aqui porque se houver empate vamos a nove e Sucre a 10. E aí tchauLibertadores.

cruzeirotetra disse...

Esse grupo do cruzeiro e mesmo FRAQUÍSSIMO.o cruzeiro tinha a obrigação de ser o primeiro do grupo e um dos melhores primeiros colocados dessa liberta.já vi o cruzeiro passar muita coisa me lembro da liberta de 97,foi duro mas conseguimos.só q esse grupo e o treinador não vem passando credibilidade,se o timaço do ano passado o M.O se esforçou pra eliminar.imaginem esse time de hoje q e muito inferior.