terça-feira, 7 de abril de 2015

FIM DO IMPASSE. VENCEU A TV!

Fim do impasse. O clássico Atlético x Cruzeiro, válido pela ida das semifinais do Campeonato Mineiro, será mesmo disputado domingo (12/04), às 16h, no Estádio Independência. Nesta segunda-feira, a Federação Mineira de Futebol também oficializou o primeiro confronto entre Tombense e Caldense, em Tombos, para sábado, às 16h. De acordo com nota assinada por Castellar Neto (leia abaixo), presidente da FMF, o desejo da emissora detentora dos direitos televisivos do Estadual prevaleceu e a partida foi confirmada para 12 de abril.

Havia um impasse em relação à marcação do primeiro jogo, já que tanto Cruzeiro quanto Atlético também atuam no meio de semana na Copa Libertadores. Quem ficará mais prejudicado é o clube celeste, que, logo depois da partida de domingo, terá uma viagem internacional rumo à Argentina, onde enfrentará o Huracán, terça-feira (14/04), em Buenos Aires, às 19h (de Brasília). A Franga, por sua vez, entra em campo quinta-feira diante do Santa Fe, no Independência, e tem mais de 60 horas de descanso até o duelo do Campeonato Mineiro.

As duas diretorias travaram uma espécie de “duelo” nos bastidores. Enquanto Benecy Queiroz, supervisor de futebol do Cruzeiro, disse que a confirmação do clássico para domingo seria um “desrespeito ao Regulamento Geral das Competições da CBF”, o presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, descartou a possibilidade de o jogo ser realizado no sábado.

Castellar Neto explica, em nota, que o Cruzeiro terá 49h15min de descanso entre a realização da primeira partida contra o Atlético e o jogo diante do Huracán, em Buenos Aires, na terça-feira. O Galo, por sua vez, descansaria 43 horas se o clássico fosse marcado para 18h30 de sábado e 40 horas caso o confronto ocorresse às 16h. Portanto, prevaleceu o tempo maior de repouso para a Raposa, embora as 60 horas de intervalo mínimo entre duas partidas, conforme consta no artigo 25 do Regulamento Geral das Competições, fossem desrespeitadas.

Impasse na volta

O impasse se repete para a partida de volta da semifinal, que será no sábado (18) ou no domingo (19). Mais uma vez, o Cruzeiro tem compromisso pela Copa Libertadores na terça-feira seguinte (dia 21) e o Atlético joga na quarta (22). A Raposa recebe o Universitario Sucre e o Galo encara o Colo Colo. As duas partidas acontecerão em Belo Horizonte.

De acordo com Castellar, "as partidas de volta das semifinais serão indicadas nas próximas horas ou dias, a depender de negociações que estão sendo levados a cabo com a emissora detentora dos direitos de transmissão das partidas, bem como a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol)".
O Cruzeiro, por meio do supervisor de futebol Benecy Queiroz, acatou a decisão da FMF quanto ao primeiro jogo, porém pediu que a partida de volta, no Mineirão, fosse marcada para sábado. O clube ainda mantém a posição de não exigir carga de ingressos de visitante (10%) no jogo de ida.

Segundo colocado na primeira fase, a equipe celeste jogará por dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols contra o Atlético, que terminou em terceiro. Da mesma forma que a Caldense, líder da competição, nos confrontos frente o Tombense.


Veja o despacho do presidente da Federação Mineira:

6 comentários:

Claudioperreiradeoliveira Pereira disse...

Tudo isso culpa do treinador cruzeiro tem elenco para montar dois times tanto jogadores que não estão sendo aproveitados daria para montar um time para jogar série B. Pará,Neílton,Fabiano,Eurico, Alex,Henrique dourado, e tantos outros

Luiz Ricardo disse...

Então a culpa é do treinador Bi campeão brasileiro que teve seu time totalmente desmontado??

Realmente você entende de futebol!

Luciano Andrade disse...

Acionem a justiça trabalhista! Nao tem 66 horas entre o jogo de domingo e o de terça! É causa ganha! Paulo Andre do Bom Senso! É com vc contra a frangaiada espertalhona e a Vênus Platinada!

Claudioperreiradeoliveira Pereira disse...

Luiz ricardo eu não posso entender de futebol mais ficar usando atacantes como meias, ficar insistindo com henrique e willan farias no meio nós vamos brigar para não cair amigão perde para times de terceira divisão o salário do JB paga o elenco da tombense inteiro técnico sem motivação sem sangue nós olhos sem vontade de vencer juntos com todos jogadores esse elenco do cruzeiro não e grande coisa mais também não e dos piores treis meses e o time não tem pegada um time apático um dos piores que ja vi no maior de minas depois de domingo contra as frangas vc luiz me conta agradeço esse técnico de pontos corridos pelos dois brasileiros mais ele não sabe disputar mata mata ja deu fora Mo fora

Cruzeiro Online disse...

Quanto a esse post, pessoal, o problema é que os clubes (diretoria) aceitam tudo que a TV impõe no início do Campeonato e depois querem rediscutir. Assina o contrato, cumpra-o! A TV paga, o Cruzeiro recebe e depois não adianta chorar. Se não brigou antes, agora perdeu feio.

Quanto ao Marcelo, deixo minha opinião em outro post

Luciano Andrade disse...

Não!!! A lei trabalhista está se lixando para contrato. Direito Trabalhista nao e Direito Civil nem Empresarial. E as 60 horas nao cumpridas são suficientes para impedir a partida!