sexta-feira, 31 de outubro de 2014

SEM CHANCE DE REDUZIR O PREÇO DO INGRESSO

Apesar do decepcionante público (24.714 pagantes) no primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil, na vitória sobre o Santos por 1 a 0, na noite de quarta-feira, no Mineirão, a diretoria do Cruzeiro descarta a possibilidade de fazer uma promoção nos preços dos ingressos nesta reta final de temporada.

De acordo com o gerente de futebol do Cruzeiro, Valdir Barbosa, uma ação desse tipo prejudicaria os associados. "A questão do ingresso para o Cruzeiro tem uma diferença com relação à maioria dos clubes que trabalha com o sócio-torcedor. Temos um programa que quase impede de fazer uma promoção, pois estaremos prejudicando o sócio que paga a anuidade com antecedência", disse o dirigente, em entrevista a ESPN Brasil.

Ele ainda reconheceu que o público ficou aquém do esperado para uma semifinal de Copa do Brasil, mas exaltou a boa presença dos torcedores ao longo da temporada. O Cruzeiro já levou 757 mil pessoas ao estádio em 2014, média de 24.436 torcedores por partidas como mandante.

"Não foi um público bom, mas a nossa média vem sendo mantida de 28 mil torcedores por jogo, que é muito bom em nível de Brasil. Claro que três jogos seguidos em Belo Horizonte dificulta o torcedor ir, o bolso escolhe o jogo", afirmou Valdir Barbosa, referindo-se aos próximos duelos contra Botafogo e Criciúma, ambos no Mineirão, pelo Brasileirão.

Valdir ainda citou o conforto e o gasto com o time para justificar o preço dos ingressos. "Temos estádios confortáveis, com bons bares, e quando se joga um Campeonato Brasileiro e uma reta final de Copa do Brasil, temos que ter uma valorização. E não houve praticamente nenhum acréscimo do ingresso em relação ao ano passado. E temos que pagar uma folha de pagamento alta que temos", comentou.

O cartola espera que a política de preços ainda estimule os demais torcedores a se tornarem sócios. "Não podemos fazer uma promoção que afete o sócio-torcedor porque é o que nos segura o ano todo. E o sócio paga um ingresso mais barato em relação ao que está na bilheteria, se for sócio vai pagar muito mais barato", ressaltou.

Atualmente o Cruzeiro tem cobrado entre R$ 50 e R$ 150 em seus ingressos, sendo que os associados da Categoria Cruzeiro Sempre têm direito a 30% de desconto no valor. Aproximadamente 17 mil sócios possuem acesso a todos os jogos e o clube já conta com mais de 64 mil adeptos, sendo o terceiro maior programa em números de torcedores do Brasil, atrás apenas de Grêmio e Internacional.

LINK ORIGINAL

Um comentário:

¶Azul•H(«MG»)¶® disse...

Conversa fiada,Valdir Barbosa. Falta sensibilidade dos dirigentes,isso sim.