quarta-feira, 8 de outubro de 2014

WILLIAN MINIMIZA JEJUM

Considerado “xodó” da torcida do Cruzeiro, Willian tem encontrado dificuldades para fazer a festa dos celestes. Desde a intertemporada realizada nos Estados Unidos, o atacante não balança as redes. São 13 jogos de jejum, sendo nove como titular. Entretanto, ele garante não se preocupar.

“Seria hipócrita se dissesse que não é bom fazer gol, que não é especial. É especial. Automaticamente, gera confiança para o atleta, mas sou muito tranquilo e focado. Eu me dedico muito no dia a dia. O que reflete no jogo é o que faço no treino. Venho trabalhando, respeitando todo mundo, brigando pelo meu espaço. É ruim o gol não acontecer, mas tento ser obediente na parte tática, participo de bola parada, com passes”, disse.

O último gol marcado por Willian foi na vitória sobre o Chivas, por 2 a 0, em 6 de julho. Já a última vez em que ele balançou as redes em jogos oficiais foi no triunfo sobre o Internacional, por 3 a 1, em 25 de maio. Considerados os compromissos oficiais, são 14 partidas de jejum.

O camisa 25 afirma que as críticas o ajudaram a evoluir. “Não vivo só de gols, senão daria 10 chutes ao gol, não seria obediente na parte tática e não agradaria ao treinador. Sou um cara muito focado. Com esse tipo de crítica, isso que vai me fazer crescer. Somos atletas de alto nível, estamos num clube em que a cobrança vai existir. Minha palavra-chave é apenas trabalho”, destacou.

Pênalti desperdiçado


No último sábado, Willian teve boa oportunidade para voltar a marcar gols. Porém, ele cobrou pênalti contra o Internacional sobre o travessão. “Não são tantas oportunidades de bater pênalti. Marcelo analisa muito os treinamentos e escolhe três opções para bater. Não tem um só específico. A não ser o Dagoberto, que, quando está em campo, é o batedor. É ruim (perder pênalti), mas, ao mesmo tempo, a gente sabe que não será a primeira vez. Estou tranquilo. O que passa na minha cabeça é trabalhar cada vez mais. vou continuar treinando da mesma forma. Estou tranquilo, que eu venha fazer meu papel a cada dia”, observou.

Nesta quarta-feira, o camisa 25 terá nova chance para balançar as redes, em jogo contra o Corinthians, no Mineirão. Porém, ele ressalta que esse não é o principal objetivo. “Será especial (marcar gols), mas o mais importante é que a equipe vença. Sou um cara muito coletivo. Sempre penso no companheiro mais bem colocado. Nossas conquistas foram através de união e solidariedade”, afirmou.

LINK ORIGINAL

Um comentário:

cleiton Gama disse...

Wiliam é o cara que joga pra o time, corre o tempo todo, ajuda o Egidio na marcação,otimo nas bolas paradas e ainda querem que o cara seja goleador ai mata o cara kkk.Assim so acho que o Cruzeiro precisa de um batedor de penalti oficial,não pode mudar o batedor de penalti so por que ele ja errou um contra aquele goleiro,pra vc ver o batedor oficial de penalti do cruzeiro é o reserva dagoberto.