sexta-feira, 3 de outubro de 2014

MARCELO CRITICA CALENDÁRIO BRASILEIRO

O técnico Marcelo Oliveira perdeu o meia Ricardo Goulart para a partida decisiva diante do Internacional, neste sábado, às 18h30 no Mineirão, após o jogador ter sofrido um estiramento na coxa esquerda. Depois da atividade desta sexta-feira, na Toca da Raposa II, o treinador exibiu decepção com o fato e aproveitou para criticar o calendário do futebol brasileiro, cujo grande número de jogos em sequência acaba provocando, inevitavelmente, lesões nos atletas.

"Os jogadores são submetidos a um esforço muito grande em um calendário desumano. O Cruzeiro joga com muita intensidade. É um time muito intenso e os jogadores estão cansados. Não só a gente, mas outros clubes também estão sofrendo com contusões. Essa época do ano é muito corrida. Completaremos nove jogos em um mês, é uma coisa absurda", reclamou o comandante.

Apesar disso, Marcelo Oliveira exibiu confiança de que o Cruzeiro poderá derrotar o Inter e ficar mais próximo do título do Campeonato Brasileiro - na ponta da tabela, a equipe mineira está seis pontos à frente justamente do time colorado, atual vice-líder. "Mesmo lamentando a contusão do Goulart, estamos convictos de que podemos fazer um grande jogo contra um adversário que é muito qualificado", analisou.

Sem poder contar com Ricardo Goulart, atual vice-artilheiro do Brasileirão, com 11 gols, ao lado de Barcos, do Grêmio, o treinador aposta no poder de decisão de Marcelo Moreno, este hoje dividindo a condição de maior goleador da competição com o palmeirense Henrique, ambos com 12 bolas na rede.

"O Marcelo Moreno é um ídolo que já teve outra passagem por aqui obteve conquistas e fez muitos gols. É um jogador extremamente profissional, que gosta de trabalhar e de treinar. Ele é fundamental no nosso esquema e o vejo como um jogador decisivo, que vive uma excelente fase", ressaltou.

LINK ORIGINAL

Um comentário:

Cláudio Roncalli disse...

Vamos com o que temos, o Cruzeiro não é time para perder um soldado e perder a guerra. Somos fortes mesmo sem o RG que é um general, e o comandante saberá colocar o time em campo. E o empate é nosso, vamos com calma galera , se tiver difícil vamos segura o jogo.