segunda-feira, 17 de março de 2014

JULIO BAPTISTA E SAMÚDIO PODEM SER NOVIDADES DIANTE DO DEFENSOR

Com a classificação para a semifinal do Mineiro e a primeira posição garantidas, o técnico Marcelo Oliveira encarou o jogo contra o Tombense como um laboratório para experimentar alguns atletas. Após as boas atuações de Julio Baptista e Miguel Samudio, o treinador admitiu a possibilidade de mexer no time e utilizá-los contra o Defensor Sporting.

Em situação complicada na Libertadores após a derrota para os uruguaios na semana passada, por 2 a 0, em Montevidéu, o time celeste precisa se recuperar e o único resultado plausível é a vitória. Diante desse quadro, o técnico havia deixado claro que poderia fazer modificações na equipe e adiantou o retorno de Lucas Silva ao meio-campo, sem revelar ainda quem será o seu companheiro.

Agora Marcelo Oliveira também admite poder fazer mais alterações na equipe, incluindo as entradas de Julio Baptista e Samudio, respectivamente nos lugares dos contestados Marcelo Moreno e Egídio, que tiveram atuação ruim na partida em Montevidéu.

"A gente vai ver a reação desses jogadores, até os tirei já pensando que os jogos são muito físicos, o calor intenso, justamente para que possam trabalhar na semana mais tranquilo. Talvez se participasse do jogo todo teria que fazer uns dois dias de regenerativo e a gente não poderia observar trabalhando no time, são dois jogadores bons, experientes, e a gente vai ajustar isso nesses dias que temos aí", afirmou o treinador.

Apesar de dizer que os dois jogadores podem entrar na equipe, o técnico indicou que há uma possibilidade maior do camisa 10 ser aproveitado. "Tenho certeza que aqueles que entrarem vão entrar com tudo, são dois candidatos, o Julio principalmente. Gostei da participação dele, tem bom cabeceio, experiência. A questão do Samudio a gente vai observar também. Mas é provável que utilize nos treinamentos tanto o Marcelo quanto o Julio Baptista", comentou.

No duelo contra a Tombense, Miguel Samudio começou a primeira partida como titular pelo Cruzeiro e atuou até os 36 minutos da segunda etapa. Consultado pelo treinador, ele disse que tinha condições de continuar até o fim, mas o técnico preferiu tirá-lo já pensando na possibilidade de aproveitá-lo na quinta-feira.

O paraguaio teve uma atuação segura na defesa e também se destacou com bons cruzamentos no ataque, como na cobrança de escanteio que originou o gol de Julio Baptista. No tento marcado, o camisa 10 mostrou seu poderio de artilheiro em cabeçada certeira para superar o goleiro Flávio e o seu retorno após cinco jogos de fora agradou o comandante.

Independentemente da formação que entre em campo na quinta-feira, o técnico demonstrou confiança na recuperação celeste no torneio sul-americano e prometeu um time bastante ofensivo. "Eu utilizo uma forma de jogar com o time que deu muito certo ano passado, que fica com um time envolvente, ofensivo jogadores técnicos, mas que precisam participar da marcação também", disse.

"Quando fiz a troca do Lucas pelo Rodrigo era para ter uma marcação melhor, temos um jogo de apelo ofensivo, atacar, com a participação do torcedor o jogador se contagia mais, a gente vai utilizar o Lucas e espero que com qualquer forma que jogar a gente possa produzir bem e ter uma perspectiva de temporada boa temporada", acrescentou Marcelo Oliveira.

3 comentários:

Cláudio Roncalli disse...

Se ele encarou o jogo contra a tombense como uma laboratório para o jogo contra o defensor/uru., o ELBER será titular. O melhor em campo.

RUTILHO disse...

Esse menino abre qualquer defesa, provoca cartões, deve ser o titular sim nessa partida. Será o fator surpresa.

RUTILHO disse...

Esse menino abre qualquer defesa, provoca cartões, deve ser o titular sim nessa partida. Será o fator surpresa.