terça-feira, 25 de março de 2014

PUNIÇÃO DE ARAQUE!

POR: MARCÃO ANTI-GALO

O Cruzeiro viu, ontem, como o racismo vale a pena. Sim, o racismo vale a pena. Pelo menos para a Conmebol, que se mostrou tradicional, aplicando pena muito branda para um time cuja torcida demonstrou o maior grau de racismo que eu já pude ver.

Me dá repulsa ver a maior entidade sul-americana aplicar mísera multa de US$ 12 mil ao time peruano. Que tivessem aplicado multa em relação à bilheteria do dia da partida então. Um ato desse, punível com prisão e sem direito à fiança no Brasil, foi banalizado. Dizer que da próxima vez será pior, para mim, não serve como o menor dos estímulos, sendo mais um jargão antigo, como ainda vemos nas reprises de "Chaves", quando a Dona Florinda diz: "E da próxima vez..."

Mas esperar o que de uma entidade que até pouco pouco não punia um time cuja torcida atirava pedras no time adversário? Cansei de ver o Defensores del Chaco ser palco de guerra contra clubes brasileiros. Os jogadores tinham que ser protegidos pelos escudos da polícia local para não se machucarem. 

A Conmebol pisou na bola e perdeu uma boa oportunidade de mostrar que mudou seus conceitos. Se de um lado nunca puniu um time por atirar pedra, deixa de punir um clube cujos torcedores se mostraram a mais pura corja, formada por pessoas podres, sem caráter, vis. Discriminação não pode, hoje, ocorrer. Os seres humanos devem saber se respeitar. E a Conmebol não respeito o bom senso ao aplicar uma multa tão leve. Para mim, com essa decisão, ela também faz parte do grupo de pessoas deploráveis, como são os torcedores do Real Garcilaso. Pena de araque!

2 comentários:

Cláudio Roncalli disse...

A entidade não vale nada, não por ela mas por quem a representa. São canalhas que por aceitarem as atitudes indescritíveis de torcedores idiotas, estúpidos, vermes da sociedade, se colocaram em nível ainda pior.

munavi disse...

oi pessoal esquecerão do dia do aniversario das cocotas. fizeram 106 anos, 106 lembra... ao contrario ....
6x1 eterno..
abraço