segunda-feira, 19 de maio de 2014

INÍCIO PROMISSOR DA RAPOSA

Após a queda na Libertadores para o San Lorenzo, o grande objetivo do Cruzeiro passou a ser o Campeonato Brasileiro. Atual campeão da competição, a equipe de Marcelo Oliveira, que mesmo atuando com os reservas e fazendo a maioria dos jogos fora de casa, já tem um início de campanha superior a do ano passado.

Com 10 pontos em cinco jogos, o Cruzeiro é o vice-líder da competição com um ponto a menos que o líder Internacional. E o que chama a atenção é que o time mineiro dividiu as atenções com a Libertadores nas quatro primeiras rodadas, quando utilizou os reservas em três oportunidades e atuou como mandante apenas duas vezes.

O Cruzeiro venceu Bahia, 2 a 1, e Atlético-PR, 3 a 2, fora de casa, mesmo com o time alternativo e perdeu o clássico para o Atlético-MG, 2 a 1, também com os reservas em campo. Já nos duelos em que utilizou os titulares, empatou com o São Paulo, por 1 a 1, em Uberlândia, cumprindo perda de mando de campo, e venceu o Coritiba, por 3 a 2, sábado passado, no único jogo disputado no Mineirão.

Em relação à temporada passada, o início de campanha é melhor tanto em números como desempenho. Na ocasião, o time conquistou oito pontos nos cinco primeiros jogos, com duas vitórias, dois empates e uma derrota, ficando na quinta colocação. Além disso, utilizou os titulares em todos os compromissos e três deles foram em casa.

Naquela altura do campeonato o time ainda não havia vencido fora de casa. Foram vitórias sobre o Goiás, por 5 a 0, e Corinthians, 1 a 0, além de um empate com o Internacional, em 2 a 2, jogando como anfitrião. Fora de casa, empatou com o Atlético-PR também em 2 a 2 e perdeu para o Botafogo, por 2 a 1.

Um ponto em comum entre as duas campanhas é o posto de melhor ataque. Em 2013, o Cruzeiro já havia balançado as redes em 11 ocasiões após cinco rodadas e dividia a primeira posição no quesito com o Atlético-PR. Em 2014 o time marcou um gol a menos, mas tem o melhor desempenho ofensivo de forma isolada, com dez gols marcados contra nove do São Paulo.

A estratégia de 2013 era terminar o período pré-Copa das Confederações entre os primeiros colocados para tentar disputar o título, o que acabou dando certo. Neste ano a fase antes do Mundial será maior e ainda restam mais quatro rodadas do Brasileiro antes da paralisação, em que o Cruzeiro terá a chance até mesmo de assumir a liderança, já que enfrenta o Sport na próxima quarta e o Internacional no domingo. 

"O caminho é esse. Sabemos como trilhar o caminho, ano passado soubemos jogar e agora é continuar da mesma forma. Acho que o Cruzeiro está no caminho certo. Agora é tomar o trilho correto para buscar conquistar pontos e conquistar mais títulos este ano", ressaltou o volante Henrique em entrevista a Rádio Itatiaia.

5 comentários:

cleiton Gama disse...

Cara,desde a chegada do Samudio ao Cruzeiro sempre falei que ele deveria ser o titular no lugar do Egidio por ser fraco na marcação.Mas hoje fico na duvida se o Samudio de titular é o melhor para o cruzeiro,pois desde que o samudio entrou no time titular o cruzeiro praticamente parou de atacar pelo lado esquerdo(O LADO QUE ACONTECIAM OS MELHORES ATAQUES DO CRUZEIRO)e costuma atacar pelo centro onde é mais povoados de jogadores e com o ceara que não esta aguenta o pique de atacar e defender.No jogo de ontem pude perceber que com o egidio as jogadas voltaram a acontecer mais pelas esquerda,Ja que o Egidio tem um bom cruzamento.

RUTILHO disse...

Também tive que repensar minha opinião Cleiton. E agora vejo o Egidio melhor que o Samúdio e acho que antes ele ( o Egidio) não tinha concorrente por isso essa melhora dele. Agora, com a saída do JB foi o mesmo que tirar um biombo do meio do caminho. A bola correu com qualidade, Goulart achou o caminho para correr e finalizar e até o Borges marcou. É, espero que despachem o JB.

Marcelo cr disse...

Rutilho, concordo demais com vc. Está mais do que na hora do Dedé no mínimo sentar no banco de reservas, e com relação ao JB, esse sim tem que sumir do Cru, mas vai ser difícil, pois além de horroroso, ganha uma fortuna e tem contrato até o final de 2015.

cleiton Gama disse...

Assim,se for pra por o Dede no banco é melhor vender logo se bem que o cruzeiro não deve ter nem 50% do passe dele.Em relação ao JB acredito eu que ele é um bom reserva e que ainda irá quebrar muito o nosso galho quando o borges machucar ou sair do cruzeiro ja que é o ultimo ano de contrato dele e o marcelo moreno for embora.Me diga ai qual é o time brasileiro que tem um jogador ao nivel do julio batista no banco?

Luiz Ricardo disse...

Se for do nome do JB: Nenhum!
Se for do nível atual: Todos!