sexta-feira, 16 de maio de 2014

NÃO É HORA DE MUDAR O GRUPO

Apesar da eliminação na Libertadores, o clima no Cruzeiro é de tranquilidade e manutenção do trabalho que vem sendo feito desde a temporada passada. A diretoria descarta mudanças radicais no elenco e o técnico Marcelo Oliveira não teve o cargo ameaçado com o revés no torneio sul-americano. O planejamento é manter o grupo para voltar à Libertadores em 2015.

O trabalho, no entanto, não será dos mais fáceis. A diretoria terá que se esforçar para manter alguns jogadores importantes, como o zagueiro Dedé e o meia Everton Ribeiro. O volante Nilton é o jogador que tem mais possibilidade de sair na próxima janela de transferência e o destino deverá ser a Inter de Milão, da Itália, que vem mantendo contatos com o agente do atleta.

O planejamento celeste, no entanto, admite a possibilidade de poucas mudanças, e passa pela confiança no trabalho do técnico Marcelo Oliveira, que tem contrato até o fim do ano. A intenção é disputar o bicampeonato nacional e também o título da Copa do Brasil, que perdeu no ano passado. 
O desafio do treinador será retomar a regularidade da equipe, que não vem conseguindo repetir as boas atuações da temporada passada. "Infelizmente são resultados que a gente não espera, a gente joga sempre para vencer, o resultado não está sendo positivo e a gente faz comparações com 2013. Mas sabemos da nossa qualidade, do nosso potencial", disse Ricardo Goulart.

O meia-atacante, de 23 anos, que ainda tem mais três anos de contrato com o Cruzeiro e faz parte da continuação da equipe, acredita no potencial do time para voltar à Libertadores no ano que vem. "Agora é erguer a cabeça. Tem o Brasileiro, que é um campeonato importante, também a Copa do Brasil, e se Deus quiser vamos estar na Libertadores em 2015 também", destacou.

Já o volante Nilton destacou a necessidade de o time celeste conquistar uma boa pontuação antes do Mundial. A meta da comissão técnica é vencer os próximos dois jogos em casa para voltar a brigar pelas primeiras posições e tentar terminar esse período pré-Copa na liderança ou pelo menos dentro do G-4.

A desclassificação da Libertadores, a exemplo do que ocorreu na Copa do Brasil no ano passado, também pode servir de estímulo e ajudar na diminuição do desgaste do jogadores. "Acho que acabou repetindo o ano passado. Fomos eliminados na Copa do Brasil. Fizemos uma fase de grupos não tão agradável na Libertadores, fomos eliminados, mas agora temos o Brasileiro e a Copa do Brasil para nos redimir", declarou.

"É um tricampeonato que não veio, uma página virada. Temos que melhorar no Brasileiro. Temos que melhorar o máximo possível até a paralisação para a Copa do Mundo", acrescentou o meio-campista celeste, que deve deixar o time após o Mundial.

4 comentários:

cleiton Gama disse...

Depende do tamanho das consequências que essa desclassificação causara,pois a folha salarial do cruzeiro é bastante alta.Hoje o cruzeiro depende muito da receita do socio torcedor para manter o melhor elenco do brasil,mas e se o nº de socios cair pela metade?fica dificil.Na minha opinião o cruzeiro deveria vender o Nilton,Dede e o Everton para não deixar os cofres zerados e com esse dinheiro trazer jogadores para complementar o elenco.Lucas Pratto e o Angel Romero seriam otimas contrataçoes para o cruzeiro.

Marcelo cr disse...

Alguma mudança ou outra tem acontecer sim. E a principal é o Cruzeiro se livrar do J. Batista, que é horroroso, e como ganha uma fortuna, segundo notícias de bastidores de 600.000 prá cima, e com certeza gerando um mal estar interno.

¶Azul•H(«MG»)¶® disse...

Imprensa imunda,como sempre colocando vendo assombração onde elas não existem. A imprensa pateticana mineira,está de orelha em pé,pelo motivo do crescimento técnico e"ressurreição" do Marcelo Moreno. O objetivo deles está em inflamar parte dos torcedores do Cruzeiro,contra o rapaz. O idiota e pseudo jornalisa Carioca ,puxa saco do Kalil Alqaeda,é um deles. Será que haverá necessidade de eu ir até B>H para enfiar a mão na cara desses pilantras? A escolrvkcturmmyivhytha é de vocês

RUTILHO disse...

Dedé e Julo Batista devem sair sim. Porém acho que JB arrumou sua vida $$$ por aqui e não vai sair. Nilton caiu bastante e já temos seu substituto, Everton R. anda tirando a perninha e acho que já está sendo negociado na surdina. Futebol é assim, uma dinâmica constante. Se forem bem negociados outros virão mas é preciso mais cuidado: chegou o Willian Farias e não é aproveitado será que vai virar outro Uelliton? Marlone, sei não, ainda não vi a bola que dizem ter. Cuidado, temos a base e devem apostar nela também!