quinta-feira, 13 de abril de 2017

SIMPLESMENTE IMPECÁVEL


POR: JOÃO VITOR VIANA

A torcida, antes do jogo, questionava o time do Cruzeiro, seus atletas, seu treinador. Após o jogo diante do São Paulo, quando o Maior de Minas venceu, no Morumbi, por 2 a 0, o que dizer? Reclamar? Certamente que não. Elogiar? Sim. O Cruzeiro foi impecável. Foi inteligente - o que pedimos no nosso post mais cedo - e soube jogar a partida. Bem postada, impetrou uma defesa sólida, dominou o ataque do time da casa e aproveitou as oportunidades que teve. Se caprichasse, poderia ter vencido por mais. Contudo, após os 30min do segundo tempo, o time passou a recuar, chamou o São Paulo para o seu campo e a defesa acabou tendo que atuar ainda mais.

Primeiro tempo de pouco futebol. Domínio do jogo por parte do São Paulo, mas nada que traduzisse lances naquilo que pudesse assustar. Rafael fez uma defesa muito boa, mas que não foi de chute, mas de uma disputa de bola. Na segunda etapa, o Cruzeiro voltou mais ligado e Thiago Neves, que pouco apareceu no primeiro tempo, acabou sendo decisivo: os dois gols, primeiro de Lucas Pratto, contra; e o segundo, de Hudson, partiram de cobranças de falta batida por ele. 

Elogios a Mano Menezes, que leu bem o jogo, soube motivar os jogadores e fez com que o time entrasse em campo como Cruzeiro. Nada de mimimi nas redes sociais. Até porque é hora de elogiar a postura tática, um posicionamento que inviabilizou os ataques são-paulinos, anulou Nem, Prato e cia., e soube esperar sua chance. No segundo tempo, manteve sua postura, marcando em pressão, mas adiantou ainda mais essa linha, o que dificultou ainda mais para os donos da casa. O Cruzeiro não teve posse de bola, não fez mais cruzamentos na área, mas deu chutão quando era preciso e marcou quando teve chance. Foi eficiente, objetivo e inteligente. Parabéns ao Cruzeiro!

Números

Vigésima partida do time no ano e, mais uma vez, saiu de campo com um resultado positivo. Único time invicto entre aqueles que disputam a Série A. Hora da torcida parar de procurar chifre em cabeça de cavalo e passar a elogiar os jogadores que tanto pega no pé. Diante do São Paulo, Hudson, Ariel e Diogo Barbosa foram impecáveis. Rafael foi seguro e Mano soube a hora certa de modificar o time e esfriar o jogo. Vamos juntos!

10 comentários:

Revétria disse...

Mayke,antes muito criticado foi muito bem na partida de hoje!
Não entendo o porquê de SEIS minutos de acréscimo e não foi dado cartão pros babacas que empurravam Ábila para fora de campo!
Tá no caminho certo,CRUZEIRÃO DO MEU CORAÇÃO!

Marco Aurélio Amaral disse...

Leitura perfeita, hoje vimos o cruzeiro ser um copeiro exemplar(marcação impecável e aproveitando as chances que teve). Agora é regaçar o mequinha, pra que depois de sacramentarmos a vaga nas oitavas da copa do Brasil na quarta, possamos poupar os jogadores antes de mais uma decisão no paraguai.

Marco Aurélio Amaral disse...

Revétria hoje o mayke foi muito bem defensivamente, mas o apoio do jogador foi pífio, não acertou um passe.

Diego Pedrosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diego Pedrosa disse...

Muito bom o texto, pessoal. Porém, ainda sim, não gostei do primeiro tempo. Tudo bem que o São Paulo não teve uma chance clara de gol sequer, porém ver o Cruzeiro tão recuado e com uma posse de bola pífia como foi na primeira metade do jogo me incomoda bastante ( pra não dizer que me irrita ). Não quero dizer que não foi um jogo inteligente. Foi, tanto que vencemos e não tomamos nenhum gol. Mas ainda sim acredito que dá para fazer um jogo com igual inteligência agredindo um pouco mais. Bom, mérito do técnico e da equipe que soube se defender muito bem durante todo o jogo, e que soube também fazer os gols nos momentos certos.
Quanto aos jogadores ...
Hudson iniciou o jogo um pouco afobado, mas logo entrou no ritmo certo do jogo e vem sendo um grande jogador nesse time. Na minha opinião, está no mínimo no mesmo nível que o Henrique.
Mayke ( por incrível que pareça ) não comprometeu e pode-se dizer que fez uma partida até boa na marcação. Só faltou avançar mais.
Ábila ... eu sinceramente gosto desse jogador. Mas poderia parar de cair em todo lance de disputa de bola, né?
Thiago Neves jogou mal praticamente o jogo todo. Mas deu dois passes para gols, então não dá pra contestar sua efetividade no final das contas.
Arrascaeta jogou muito sozinho e tinha que partir quase sempre na individualidade. Longe de de ter feito uma partida ruim, mas igualmente longe de ter feito uma boa partida.
Ambos os zagueiros jogaram com muita raça e bom posicionamento.
Diogo Barbosa se limitou à marcar, o que soube fazer bem. Também poderia ter subido mais.
Rafinha e Ariel foram regulares.
Rafael, muito bem.
Finalizando, valeu a inteligência e a raça de toda a equipe. Mas repito: ainda dá pra ser mais agressivo em campo!
No mais, foi uma excelente vitória e temos tudo para passar para a próxima fase com uma bela exibição na Toca 3 semana que vem!
Vamos, vamos Cruzeiro!!

Cruzeiro Online disse...

Mas é como está escrito, pessoal. Não há como manter um nível altíssimo nos 90min, ainda mais diante do São Paulo e fora de casa. Não era nossa função dar as cartas. Nossa função era anular o adversário e isso fizemos com maestria. Jogo ótimo de Ariel, Hudson e Diogo.

Tivemos falhas? Sim. Mas vamos exaltar nossas qualidades, nossos acertos. Acho que temos que analisar por aí, tirando lições dos erros, mas não evidenciando-os.

Thiago disse...

A sequência de jogos difícil que o time teria que passar, ao meu ver passou e passou bem, poderia ter vencido melhor o nacional, mas me deu orgulho como o time foi buscar a vitória e contra o São Paulo foi um ótimo jogo.

cleiton Gama disse...

Diogo Barbosa joga muito e Rafinha jogou muito bem tbm e foi o unico que buscava algo no primeiro tempo depois cansou.

RUTILHO disse...

Seqiencia dificil para ambos pois SP pega o curintia. Como respondeu o Mano se sp teve 65 por cento de posse meritos pra nos que anulamos essa vantagem na bola e com inteligencia. Bom mesmo e ver o jogo aberto da band com a Renata acabando com a cara do denilson kkkkkkkkkkkkkkk

Cruzeiro Online disse...

Abril da verdade!