segunda-feira, 9 de março de 2015

4 MESES LONGE DO MINEIRÃO! VAZA, "TORCEDOR"

O torcedor que atirou uma bomba no gramado do Mineirão, no empate entre Cruzeiro e Atlético-MG, neste domingo, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro, será punido com quatro meses sem frequentar estádios de futebol, conforme julgamento realizado no início desta noite no Juizado Especial Criminal.

Embora tenha feito com que o radialista Christian Mascary, da Rádio Sucesso, de Divinópolis, tenha perdido a audição do ouvido direito momentaneamente, o torcedor do Cruzeiro foi punido de forma mais branda, porque a promotoria entendeu que ele não teve a intenção de ferir ninguém ao lançar o artefato no gramado.

O jornalista do interior de Minas Gerais foi atendido pela equipe médica da Federação Mineira de Futebol (FMF) e, posteriormente, prestou depoimento para auxiliar na investigação sobre ato do torcedor cruzeirense.

Imediatamente após a ação do torcedor, outros cruzeirenses identificaram o autor e agentes da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) o retiraram das cadeiras do Mineirão. O infrator foi conduzido para a delegacia no interior do estádio e deve ser julgado por órgãos competentes no local.

A partida válida pela sexta rodada do estadual contou com 34.412 pagantes, sendo 35.390 presentes, no Mineirão. Este foi o único caso de violência registrado pela Polícia Militar de Minas Gerais durante a partida.


COMENTÁRIO DA NOTÍCIA
Discordo veementemente do julgamento do Juizado Especial Criminal. Acho que se um "torcedor" entra em campo com um artefato explosivo, bem intencionado não está. Se ele atira o artefato para explodir, seja para onde for, tinha sim a intenção de ferir alguém. Deveria ter sido banido do estádio para sempre. Agora, quem permitiu a entrada desse torcedor também deveria ser identificado. Sabemos que há uma revista severa na entrada do estádio. Mas, ao que tudo indica, não foi tão severa assim.

Um comentário:

gab gg disse...

Se fosse banido pra sempre, eu ate dizia q o futebol brasileiro está evoluindo, mas vamos concordar , aqui é Brasil e n Europa, q la tenho certeza q ia ser banido , nosso futebol esta tao atrasado q querem botar mata mata no campeonato brasileiro.