sábado, 5 de abril de 2014

A MAIORIA É QUE PAGA O PATO

POR: RAPOSO SENSATO

Infelizmente, a maioria pagará o pato por causa de uma minoria.

E digo: uma minoria composta por vagabundos.

E falo isso sem o menor problema.

Quem vai ao estádio buscando briga e para criar confusão, está incluso, no mínimo, nesse adjetivo.

No último jogo em que esses idiotas foram, deu no que deu.

No próximo domingo, por isso, a diretoria celeste abriu mão dos ingressos.

A torcida acaba tendo que ver de casa ou no bar um jogo que poderia estar presente.

Por causa dessa minoria.

Desses bandidos.

A maioria paga o pato.

A Polícia Militar não dá a segurança necessária e o estádio, acanhado, de time pequeno, permite tais balbúrdias.

Isso não ocorre no Mineirão.

Mas fazer o que?

Time grande joga em estádio grande.

No outro domingo, espero, a festa seja nossa.

Na nossa casa.

Num estádio do tamanho do nosso time.

E que os vagabundos que lá estiverem, se resumam a torcer.

Porque esse é o papel do torcedor.

2 comentários:

¶Azul•H(«MG»)¶® disse...

Show de bola.Bem lembrado.Torcedor é para torcer,incentivar,não fazer baderna. Há crianças e famílias nos estádios. Que a paz sobressaia.

andré disse...

concordo, mais bem que o cruzeiro poderia disponibilizar menos ingressos ao rival como punição por essa teimosia de jogar no horto
não é justo o torcedor de bem do cruzeiro pagar pelos marginais que há dos dois lados do clássico e no mineirão o rival ter toda essa regalia enquanto o cruzeiro não confrontar os arrogantes de vespaziano essa postura só vai trazer benefício ao rival.