sábado, 5 de abril de 2014

ALEXANDRE MATTOS EXPLICA O PORQUÊ DE ABRIR MÃO DOS INGRESSOS: "MELHOR EVITAR"

A diretoria do Cruzeiro adotou a decisão, pela segunda vez consecutiva, de abdicar dos 10% de ingressos que tem direito para a torcida cruzeirense no clássico com o Atlético-MG, no Independência. O diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos explicou que foi uma decisão acertada pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares para evitar confusões e eventuais punições para o clube celeste. Sendo assim, o primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro, neste domingo, no Horto, às 16h (de Brasília), só terá atleticanos.

- É para evitar qualquer desconforto. É um estádio que não comporta Cruzeiro e Atlético-MG, todo mundo sabe disso, ainda mais em uma final. Nós não queremos ninguém machucado, ninguém brigando, ninguém tomando cusparada, tomando urina na cabeça, o que seja, não interessa. Nós todos somos seres humanos, não podemos ter esse tipo de comportamento. Não é só a torcida do Cruzeiro não, a torcida do Atlético jogou bomba, urina, cuspiu. Então é um pandemônio. Este estádio não comporta. É uma decisão acertada no nosso presidente. 

No jogo entre rival e Cruzeiro, vencido pela equipe alvinegra por 1 a 0, no último ano pelo Campeonato Brasileiro, incidentes ocorreram antes e durante a partida. Torcedores cruzeirenses jogaram bombas e objetos em direção à torcida rival dentro do Independência. Além disso, facções do clube celeste também brigaram antes do início do jogo.

Por sua vez, o rival foi envolvido no caso por ter, segundo a procuradoria geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) demonstrado falha na prevenção e repressão dos atos violentos.  Os dois clubes foram punidos na ocasião.

FONTE: GLOBOESPORTE

2 comentários:

¶Azul•H(«MG»)¶® disse...

É verdade,deixa aquela pcilga pras Bárbies.,que elas (Frangas)possam rasgar a calcinha,quando tomar 2x) no lombo. Zeirôoooooooooooooo

andré disse...

não concordo com o jogo de volta o atlético ter 10% de ingresso tem que ser menos pois são eles que teimam em fazer clássico no caixote.